Sangue Violeta 30 anos depois!

A El Pep apresentou no fim-de-semana passado, no Festival de BD de Beja, o livro de BD Sangue violeta e outros contos, da autoria de Fernando Relvas e que reune as BDs “Sangue violeta”, “Tax driver” e “Sabina” que tinham sidos publicadas no extinto semanário SE7E, entre 1982 e 1988. São as BDs que mais marcaram a memória dos leitores do semanário. Um traço elegante e ágil, contrastado nas manchas negras num preto e branco nervoso e com um registo dinâmico do grafismo punk dos cartazes de concertos de música dos anos 80.

O livro encontra-se à venda no site da Chili Com Carne e brevemente estará em lojas físicas. E foi seleccionado para a Bedeteca Ideal!

Fernando Relvas nasceu em Lisboa no mês de Setembro de 1954. Começou a publicar bandas desenhadas no ano 1974 em várias publicações como a Gazeta da Semana, na revista Fungagá e nos fanzines o Gorgulho e O estripador [publicações disponíveis para consulta na Bedeteca de Lisboa!!!] Relvas colaborou em revistas diversas revistas de BD: Mundo de aventuras, Mosquito, LX comics, e em diversos jornais: O fiel inimigo, Pão com manteiga, Notícias da Amadora.  Mas só começaria a ser célebre a partir da publicação (para uns a mais significativa de todas as suas obras) da BD “Espião Acácio” na edição portuguesa da famosa revista Tintin, tendo colaborado nesta revista, entre 1978 e 1982. Com o fim da revista, Relvas inicia uma colaboração no extinto semanário SE7E onde publica algumas das melhores experiências visuais em BD dos anos 80 e de escrita, em Portugal. No SE7E, publica BD’s a preto e branco e a cores: ” Sangue violeta”, “Concerto para oito infantes e um bastardo”, “Niuiork”, “Sabina”, “Tax driver”, “Herbie de best”, “O diabo à beira da piscina”, “Nunca beijes a sombra do teu destino” e um dos mais caricatos personagens lusitanos: Karlos Starkiller.

Em 1993, editaria pela ASA o álbum Em desgraça, em 1995 editaria pela Livros do horizonte As aventuras do Pirilau – O nosso primo em Bruxelas, e Çufo para o Grupo de Trabalho do ME para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses. Em 1997, o álbum Karlos Starkiller inauguraria a coleção Bedeteca, da responsabilidade da Bedeteca de Lisboa. Em 1997 dita pela Mundo fantasma o álbum L123 (seguido de Cevadilha speed). Relvas publica actualmente em webcomics no seu blog urso-relvas.blogspot.pt.

Advertisements

Deixe um comentário

Filed under bd portuguesa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s