O único bom bófia é um bófia morto…

kane

Apesar da repulsa que possamos ter por BDs  de polícias e detectives – “já chega da cultura do bófia”, diz Hakim Bey – não deixamos de achar Kane de Paul Grist uma boa BD, com várias soluções narrativas interessantes sobretudo na composição das páginas e distribuição das vinhetas. 

A temática é mesmo um produto da horrível “americanização” do mundo, afinal, o autor é britânico mas faz uma BD que lembra a série de TV Hill Street Blues, sobre os dramas quotidianos de uma esquadra de bairro numa Nova Iorque imaginada (New Eden). Curiosamente, essa esquadra é a “39ª esquadra”, homenagem à BD Cerebrus, campeão e “template” da BD “indie” norte-americana nas útimas três décadas – Grist começou a ler a série Cerebrus a partir do número 39… Resta dizer que antes da Image editar esta série, Grist auto-editava sob o selo Dancing Elephant Press.

O que se encontra na Bedeteca de Lisboa são dois volumes da série, o volume um e quatro, mas conseguem-se ler de forma independente e auto-conclusiva cada um deles. Onde estão os volumes 2 e 3? Quem é que percebe o acervo da Bedeteca?

Deixe um comentário

Filed under acervo da bedeteca, bd estrangeira

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s