Monthly Archives: Setembro 2014

Que barulheira! Que saudades!

amplifest2014_terminaltower_blog[1]
Originais do livro Terminal Tower de André Coelho e Manuel J. Neto serão mostrados no Hard Club, no Porto, antes, durante e depois do Amplifest. Caramba!!! Era aí o saudoso Salão de BD do Porto!

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under acontecimentos, outros media

Feira em Leiria

10716184_863717623652896_1362574513_n

+ info AQUI

Deixe um comentário

Filed under acontecimentos

Quinta Finlandesa III

sisaltaa_pienia_osia_cover_BIGMais livros da Finlândia na Bedeteca de Lisboa, ofertas da Huuda Huuda, editora de Tommi Musturi e que muito tem contribuído para uma renovação da BD por aquelas bandas e por aonde as edições chegam, como por exemplo Lisboa! Uma das linhas editoriais é a publicação de fascículos agrafados (tipo “comic book” e que pelos vistos em suómi é “panfletit”) que permite mostrar as primeiras obras de novos autores ou obras mais “pequenas” (em formato não em conteúdo) de autores já conhecidos. Lembra a saudosa Lx Comics… Entre alguns já referidos (o “Animals” de Eronen) temos por exemplo este Keitto Kirja / The Sauce Book de Lauri Mäkimurto, que é nitidamente influenciado pelo mítico artista e autor de BD Kalervo Palsa (1947-1987) a julgar pela misantropia e depressão tão típica do norte da Europa. Em compensação temos Lihan Himo / Lust for meat de Olli Hietala que relata a experiência de alguém a converte-se ao vegetarianismo, ou Sisaltaa pienia osia / contains small parts (imagem) da veterana Amanda Vähämäki com a sua poética do quotidiano que mete crianças e cães falantes que tomam o café da manhã. Uma autora de refência, diga-se de passagem. Tylsat ritarit / Boring Knights de Jyrki Nissinen e Sankaritekoja / A Hero indeed do conhecido Ville Ranta são complementares pois ambos usam a figura do Cavaleiro num anocronismo com o aborrecimento que é viver no século XXI, um tem um estilo “underground” sujo e malvado ou outro usa cores na onda dos autores franceses contemporâneos (Blutch, Blain, Sfarr,…). Para um país de cinco milhões parece que vive lá o mundo inteiro! Boas leituras para este Outono!

Deixe um comentário

Filed under acervo da bedeteca, bd estrangeira

Quinta Finlandesa II

Outro autor fora de série da Finlândia e que chegaram à Bedeteca de Lisboa (felizmente os livros têm todos legendas com traduções em inglês) é Jarno Latva-Nikkola – autor que já esteve presente em Portugal, durante a Feira Laica e a exposição Glömp X, e que participou na antologia Futuro Primitivo.

O seu primeiro é Tunteiden Maisteri (“Mestre de Emoções”), um dos livros mais hilariantes que 2007 pariu. Jarno usa a sua figura para nos enganar com um princípio pseudo-autobiográfico que ruma mortalmente para excentricidades escatológicas: a namorada que lhe mete os cornos com um médico (ela atravessa a rua com o sinal vermelho para os peões de forma a ter acidentes e assim estar em contacto com o médico); um “Mestre de Emoções” que conta as aventuras da 2ª Guerra Mundial – como daquela vez que guardou o esperma de um camarada moribundo na boca para engravidar a noiva do camarada, sofrendo pelo processo sodomia de soldados russos entre outras situações gloriosas… Jarno, ou o seu alter-ego, vive angustiado com a namorada, o facto de ela não querer ter filhos seus e passar a ter os estranhos “acidentes” leva Jarno a alguns comportamentos típicos da Escandinávia como andar à porrada com estranhos ou beber como um desalmado. O seu segundo livro, Jarno Markuksen Kauneimmat (na imagem), é uma compilação de BDs curtas, complementado por alguns desenhos num abuso de páginas e mais páginas, histórias e mais histórias de episódios autobiográficos manhosos, autoficções e parvoíces mundanas misturadas com fantasia épica da aldeia. As desgraças das personagens são sentidas mas invés de seguirem um caminho emocional linear, a dada altura tudo descamba para o ridículo. Rimos do melodrama, do engodo e da miséria, tal como Lars von Trier, Jarno obriga as suas personagens a serem plásticas para manipularem os leitores. Perkele!

Deixe um comentário

Filed under acervo da bedeteca, bd estrangeira

Quinta Finlandesa

AdvancedOfficesHumans_cover_BIG

Chegaram à Bedeteca de Lisboa uma série de livros da Finlândia, que só pode ser explicada pela visita de Tommi Musturi ao Festival de BD de Beja, e que deve ter dado um salto à Bedeteca para recordar o mural que fez juntamente com Jarno Latva-Nikkola, Tiina Lehikoinen e Benjamim Bergman na Feira Laica de 2009!

Dos livros que chegaram, os que se destacam logo são os do autor Roope Eronen, músico e autor de BD, nesta última vertente é conhecido pelas suas BDs sem palvras com animaizinhos e um estilo gráfico infantil ou “naíf” que se pode ver em Eläimiä / Animals, colectânea de muitas BDs suas saídas no jornal Kuti.

Mas o melhor dele é sem dúvida os dois livros Offices & Humans : Road to Customex e Advanced Offices & Humans, em que ele inverte os papeis no jogo de personagem (RPG) “Dungeons & Dragons”, ou seja, Invés de “nerds” a jogarem em mundo de fantasia, são os dragões que encarnam as personagens dos humanos em escritórios com toda a decadência mundana que tal implica: fotocopiar CVs às escondidas na empresa, ver pornografia na ‘net, etc… Mais do que hilariante é mesmo preocupante! Na última “aventura” os humanos preparam uma proposta de aquisição de uma empresa alimentar com as situações típicas de rivalidade entre colegas. Divertido e subversivo!

Deixe um comentário

Filed under acervo da bedeteca, bd estrangeira

Ao menos os super-heróis servem para alguma coisa…

ororo_poster

+ info aqui

Deixe um comentário

Filed under outros media

Arqueologia na Bedeteca

1998 hHá uma prateleira muito esquecida na Bedeteca de Lisboa… É a do “cartoon” mas pelos vistos pode-se encontrar verdadeiras pérolas como esta, os cinco (mas só lá estão quatro) volumes da História da arte da caricatura de imprensa em Portugal de Osvaldo Macedo de Sousa. Quatro tijolos de imagens que se dividem no primeiro volume nos tempos Na Monarquia (1847-1910), Na República (1910-1933 – 2º vol. – imagem), No Estado Novo (1933-1974 – o tal 3º volume), Na democracia (1974-2002 – 4º vol.) e por fim no quinto volume é feita uma Cronologia, dicionário biográfico e índices.

É uma verdadeira máquina do tempo folhear estes monstros… e em surpreendente ver a evolução dos grafismos – ou “involução” quando se chega ao 4º volume? – ao longo dos tempos. Temos de começar a bisbilhotar melhor aquela prateleira!

Deixe um comentário

Filed under acervo da bedeteca, cartoon, referência