Quinta do registo

Em 2012 esteve patente na Fundação de Serralves a exposição To Whom Who Keeps a Record do artista plástico francês Mathieu Kleyebe Abonnenc, interessado nos movimentos de libertação de ex-colónias portuguesas ― Cabo Verde e Guiné-Bissau, nomeadamente ― e na análise da produção de imagens, entre ilustração para manuais educativos, reportagens fotográficas e filmes de propaganda, que nos anos de 1960−70 traduziam ideias de revolução e de militância, Abonnenc apresenta nesta exposição uma série de trabalhos inéditos ― com destaque para uma média-metragem filmada no Porto, e protagonizada por Bia Gomes, a actriz principal da maioria dos filmes do famoso cineasta guineense Flora Gomes ―, pensados especificamente para as salas do Museu de Serralves.

Curiosamente o “catálogo” da exposição (que chegou hoje à Bedeteca de Lisboa) é uma publicação concebida pelo artista onde dois ilustradores – Filipe Abranches (imagem) e Teresa Câmara Pestana – partem de uma história alternativa do colonialismo escrita por Mathieu K. Abonnenc para criarem ilustrações e BDs especialmente concebidas para este livro.

Advertisements

Deixe um comentário

Filed under acervo da bedeteca, bd portuguesa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s