Antes que queimem estes livros… (1/3)

c6c23067dac0429d9cf594f6db201f34 Descobrimos esta pérola na Bedeteca de Lisboa: Kolanville de J.L. Duarte que foi editado em Agosto de 1974 pela Assírio & Alvim – quando esta editora tinha coragem de lançar álbuns de BD, situação que abandonou até a Bedeteca de Lisboa convencer a produzir essa obra-prima que é a História de Lisboa de A.H. Oliveira Marques e Filipe Abranches.

Apesar da sua estrutura narrativa tradicional Kolanville é um OVNI na BD portuguesa sobretudo se considerarmos o ano (e mês, Agosto) em que foi lançado – ou seja, o autor teria uma “carta verde” de meses de trabalho para fazer uma obra assim sem saber que iria haver a Liberdade do 25 de Abril. Poderia ter sido um álbum a confiscar pela Censura, uma vez que a trama trata-se da destruição de uma sociedade cinzenta sob um regime totalitário (ou corporativista) e uma economia poluidora. No meio há um grupo revolucionário à espreita e uma personagem feminina semi-nua (pois, são os anos 70!) que vai desestabilizar o  sistema. O álbum é um cruzamento genético de BD europeia (pelo formato álbum) e um underground norte-americano, não totalmente conseguido mas ainda assim admirável pelo contexto cultural.

O autor ainda iremos localizar na revista Visão e nos Fardetas.

Deixe um comentário

Filed under acervo da bedeteca, bd portuguesa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s