Quinta Existencial

Mais uma quinta-Feira, mais novidades editoriais na Bedeteca de Lisboa e chegaram estas BDs “existencialistas” que já algum tempo tínhamos curiosidade em ler.

transferir Editado em 2013 pela Polvo, Duas Luas é o segundo livro de André Diniz, aqui como argumentista sendo autor completo do Morro da Favela, acompanhado por desenhador Pablo Mayer. Diz a sinopse: Nilo, proprietário do Bar do Lourenço (de onde virá o nome?), está interessado em vendê-lo para se poder dedicar mais à sua amada Natali e à filha que está para nascer, fruto do amor de ambos. Mas as coisas não são assim tão lineares e enquanto a venda não se concretiza Nilo terá de enfrentar e resolver uma série de questões, tentando manter sempre a sua integridade imaculada. Bandidos, estranhos sonhos, insónias, mortes, clientes metediços e uma velha prostituta, são alguns dos ingredientes desta intrigante história.

ARDALEN_capaGraficamente muito mais arrojada é Ardalén, novo romance gráfico do galego Miguelanxo Prado cuja sinopse da Asa reza assim: Se é certo que somos o que recordamos, não é menos verdade que a memória não é um registo objectivo e inalterável. Sabela tenta reconstruir uma história, uma parte da sua história, através das recordações de Fidel, um ancião que vive perdido numa pequena localidade galega. A memória deste, porém, confunde realidade com fantasia, recordações com desejos, habitando um espaço interior cheio de fantasmas, sonhos e ilusões…

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under acervo da bedeteca, bd estrangeira

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s