Estilhaços Cinemáticos no Rescaldo

estilhacos

A convite da Associação Ao Norte, o colectivo Estilhaços compôs pequenas peças a partir dos livros da colecção de BD/Cinema O filme da minha vida, onde vários ilustradores interpretam graficamente os filmes que os marcaram. É o conjunto dessas peças, a musicarem textos de Adolfo Luxúria Canibal despoletados pelos livros da colecção que deram origem ao espectáculo Estilhaços Cinemáticos, cuja estreia ocorreu nos XIII Encontros de Cinema de Viana e segue para Lisboa no Festival Rescaldo dia 29 de Fevereiro.

Para quem falhar o espectáculo ainda pode usufruir na calmaria do sofá caseiro, a gravação dessas peças para um disco em formato CD editado pela Cobra Discos no ano passado. É sem dúvida um produto cultural estranho, pois “Luxúria Canibal” inspirou-se nos livros de BD Fitz… de Filipe AbranchesSétimo Selo de Jorge Nesbitt, Ângulo Morto” de João Fazenda, Espírito da Colmeia de Luís Henriques, A Valquíria e o Inominável de Miguel Rocha, Dead Man de António Gonçalves, O Percutor Harmónico de André Lemos e Eu Não Reino de Pedro Nora; que são as adaptações respectivas dos seguintes filmes: Fitzcarraldo de Werner Herzog, Det Sjunde Inseglet de Ingmar Bergman, Vertigo de Alfred Hitchcock, El Espiritu de la Colmena de Victor Erice, El Angel Exterminador de Luis Buñuel, Dead Man de Jim Jarmush, C’Era Una Volta Il West de Sergio Leone e Vai e Vem de João César Monteiro.

Deixe um comentário

Filed under acontecimentos, bd portuguesa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s