Não é BD:

artes-e-vabSegundo esta notícia no Observador eis a prova que a Cultura e as Artes não deveria ser a primeira coisa a ser cortada quando se está em “crise” porque é pensada sempre como um gasto sem retorno ou um luxo… Não é a primeira vez que em Portugal se divulga estatísticas que oferecem as mesmas conclusões, que investir em Cultura  cria retorno e “até” dá lucro. Será a primeira vez é que é feita por um orgão do Estado, que assim aponta uma pistola à sa própria cabeça porque foi o actual governo que acabou com o Ministério da Cultura e que oferece apenas 0,11% do orçamento para a Cultura.

Deixe um comentário

Filed under mercado, referência

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s