Monthly Archives: Outubro 2015

Urina Basca

portadablog

A Bedeteca de Lisboa consegue realmente reunir publicações muito estranhas nas suas prateleiras! Agora descobrirmos por lá o último número da revista espanhola TMEO – título que é um gozo à TBO, revista infantil extremamente popular entre 1917 e 1983 ao ponto de ter cunhado o termo “tebeo” para banda desenhada em Espanha; sendo que “tmeo” soa a “te meo” (mijo-te) contrapondo a “te beo” (vejo-te).

Como já se percebeu com o parágrafo anterior e a capa acima, a revista é de um humor escatológico e político feroz – não é para os meninos do Inimigo Público, garantimos! – tão típico em Espanha. Colaboram autores pouco conhecidos em Portugal sendo que poderíamos apenas destacar nesse caso o Mauro Entrialgo (um gigante do humor espanhol!), a autora de O Meu Namorado Cavalo (que chegou a ter um zine em português) e Alvarez Rabo, o único que teve livros editados em Portugal, como o polémico As Mulheres Não Gostam de Foder que tantos problemas trouxe à livraria da Polvo em Viseu.

Na Bedeteca existe alguns números antigos da TMEO, sobretudo deste milénio novo, sendo o número mais raro do acervo será o número três – que permite fazer uma comparação de produção e estilos gráficos uma vez que a revista já tem 28 anos de actividade. E por falar nisso já agora, também existe o número 117 que comemora os 25 anos de existência!

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under acervo da bedeteca, bd estrangeira, zines

Riso tuga

11988215_804650759632121_6759669079184154128_n

A BD portuguesa pode ser bastante atrasada em questões mercantis mas no que toca a criação está ao lado dos gigantes pois, sempre acompanhou o “zeitgeist” do resto do mundo, não faltando exemplos: o psicadelismo dos anos 70 (revista Visão), o pós-modernismo dos anos 80 (a revista Lx Comics), o fenómeno do Romance Gráfico nos anos 90 (as edições da Bedeteca de Lisboa e Polvo), a “Aldeia Global” dos anos 00 (as antologias da Chili Com Carne) e nesta década os movimentos de micro-edição usando tecnologia anacrónica como a risografia… Encontramos desde já três impressores pelo país e quais deles o melhor!

O primeiro que deu cartas foi a  1359  que já editou trabalhos de João Sobral e Xavier Almeida. No Porto, a loja (e editora e galeria!) Mundo Fantasma lançou este ano A Entrevista, um livro do autor brasileiro residente em Portugal Sama. Agora é a vez da Rough Nough mostrar o seu trabalho pois imprimiu duas obras das autoras Hetamoé e Amanda Baeza. A primeira é editada pelo Clube do Inferno e intitula-se Muji Life, uma BD sobre “nipo-troll” e com um suplemento-explicativo-ensaísta, Yangire/Yandere escrito pela Dra. Hetamoé. Impresso a vermelho num formato próximo do disco “single”, é uma das melhores produções do Clube do Inferno. A segunda tem selo da própria Rough Nough e Hollow (imagem) é uma BD impressa a três cores sobre a desilusão no mundo académico da arte, tão misteriosa como bela.

Deixe um comentário

Filed under bd portuguesa, zines

Lisbon Blues

21df738f-ff3a-4e35-81cf-a0b45adc21bb

Links: AbysmoPierre Pratt

 

Deixe um comentário

Filed under ilustração

Stop the Press… ops! Tarde demais…

ng4981826

Tal como aconteceu ainda há poucos meses, o Diário de Notícias voltou a fazer a “gracinha” da edição ilustrada no Sábado passado por causa da BD Amadora. Mais uma vez parabéns pela iniciativa até porque desta vez até pagaram aos ilustradores! O DN está a evoluir!

Para quem perdeu esta edição pode vir à Bedeteca de Lisboa consultá-la que está lá um exemplar!

Deixe um comentário

Filed under acervo da bedeteca, press center

Censura nos aeroportos… Atitude na Bedeteca!

SITAVARecebemos um e-mail no dia 16 de Outubro de como a censura voltou neste país: No final de Julho, o SITAVA contactou a Direcção do Aeroporto de Lisboa, no sentido de poder realizar uma exposição no Aeroporto de Lisboa alusiva ao boletim SOS Handling que o SITAVA edita periodicamente. Paralelamente à exposição seria apresentado um livro, compilando as 18 primeiras edições do boletim. Desenvolveram-se então vários contactos, sendo assinalável a cooperação demonstrada pelos responsáveis da ANA Aeroportos para a realização desta exposição, que pode assim ir ganhando corpo ao longo dos últimos meses.

Ora, para nosso espanto e incredulidade, fomos contactados pela ANA Aeroportos a 3 dias da realização da exposição, informando-nos que: “após análise dos conteúdos do que se pretendia levar à Exposição, considero que os mesmos têm efectivamente potencial para ferir susceptibilidades de parceiros da ANA. Neste enquadramento, comunico a decisão de cancelar a autorização anteriormente concedida.”

Toda a informação sobre o teor do boletim SOS handling e sobre o conteúdo da exposição e lançamento do livro que lhe está associado foi fornecida à ANA a 31 de Julho. Todos os cartoons e textos que constam do livro a ser distribuído e que serão exibidos na exposição foram publicados e estão para consulta online nas plataformas que lhe foram comunicadas, facebook/soshandling e soshandling.net, em momento prévio à data desse e-mail e assim continuam desde então. Desde então, em toda a correspondência trocada nenhuma oposição foi levantada relativamente à realização do evento.

Esta é uma decisão unilateral de afirmação de um poder absoluto de mandar e desmandar sem atender às responsabilidades e que não tem qualquer adesão à realidade dentro das fronteiras de um estado de direito onde o exercício da liberdade é garantido aos seus cidadãos. Temos pena que não se permita que a ANA Aeroportos participe desse exercício saudável, mas tal não impedirá que o mesmo se realize.

Os activistas do SITAVA dedicaram um grande esforço para assegurar a realização deste evento com uma qualidade que prestigiasse as instituições que representamos, o SITAVA, mas também a ANA Aeroportos. Fizeram-no com grande sacrifício pessoal e no processo envolveram outras instituições e pessoas que também se empenharam no mesmo sentido e a quem terão de responder e apresentar desculpas por uma decisão que os cobre de vergonha alheia mas da qual, portanto, não serão responsáveis.

A exposição realizou-se na rua, nas Chegadas do Aeroporto de Lisboa, junto estação do Metro nos dias 17 e 18 de Outubro, foi apresentado o livro Atitude com as BDs de autoria de SOS Handing (argumento) e Carlos Rocha (desenhos) e um exemplar deste livro chegou entretanto à Bedeteca de Lisboa.

3 comentários

Filed under acontecimentos, cartoon

Gunaria pesada

gunaria

O Hungry Dog fez um fanzine dedicado aos “gunas” intitulado 100 Barulhos. Parece ser interessante! Fica aqui a publicidade à coisa!

Deixe um comentário

Filed under zines

RAW Vision

zscopefront

Uma série de vídeos de uma conferência de Art Spiegelman e Françoise Mouly sobre os primeiros tempos da seminal revista RAW aqui.

Deixe um comentário

Filed under referência