Pro-comic-zines?

PARADISE-LOST-A4-finalDe  tantos livros que saíram nos últimos tempos e especialmente na última BD Amadora, poucos chegaram ainda à Bedeteca de Lisboa, o que significa que a Câmara Municipal de Lisboa não acompanha a excitante manifestação da vitalidade do mercado da BD deste ano! Alguns editores e autores lá vão oferecendo exemplares como este Double Helix and other stories (imagem), cuja BD principal de género ficção científica (tipo Matrix) é escrita pelo inglês Al Ewing e desenhada Miguel Montenegro – o primeiro português a trabalhar para as grandes editoras norte-americanas de super-heróis. Segundo Montenegro que o edita trata-se de um “one-shot fanzine”, o que é um conceito estranho quando o que temos é uma publicação que se parece com um “comic-book” (revistas de BD norte-americanas) feita por dois autores profissionais de BD que trabalham para a Marvel e afins. Uma exploração do conceito para legitimar trabalho meramente comercial? Ignorância sobre a sua própria cultura? Afinal o termo “prozine” foi cunhado em 1940 por “Russ” Chauvenet para este tipo de publicação… whatever!

Outro “comic book” (ou “floppie” como dizem agora los gringos) que chegou à Bedeteca é o número 5 de Living Will em que Joana Afonso regressa ao desenho desta mini-série de 7 números escrita por André Oliveira. Não se auto-intitula de nada, o que é melhor assim…

Deixe um comentário

Filed under acervo da bedeteca, bd portuguesa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s