BD sem mulheres?

gravettwomen_thumb

Coincidência depois das escândalos machistas dos Prémios de Angoulême, eis que o militante inglês Paul Gravett com Olivia Ahmad inauguram hoje, em Londres (damn it!!!) na House of Illustration a exposição Comix Creatrix: 100 Women que mostra originais de BDs de cem autoras, para quem tinha dificuldades em encontrar mulheres com um trabalho taco a taco com os homens.

Com autoras desde 1800 até aos dias de hoje a exposição embarga todo o tipo de temáticas tal é a variedade das artistas participantes: Tove Jansson, Posy Simmonds (que nos visitou o ano passado), Nina Bunjevac (publica em Portugal na antologia Crack On), Aline Kominsky-Crumb, Alison Bechdel (autora de Fun Home), Anke Feuchtenberger (publicada nos zines Quadrado, Gambuzine e Azul BD3), Annie Goetzinger, Carol Swain (Azul BD3), Chantal Montellier, Claire Bretecher, Florence Cestac, Francesca Ghermandi, a “nossa” Joana Estrela, Julie Doucet, Leela Corman (Quadrado), Lynda Barry, Rutu Modan, Trina Robbins,…

Eis um belo de um pontapé no chauvinismo francês e na “bedófilia” em geral!

Deixe um comentário

Filed under acontecimentos internacionais, bd estrangeira, bd portuguesa, referência

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s