Monthly Archives: Março 2016

안녕 할리우드

Pyongyang_CAPAtif.tifChegou a edição portuguesa de Pyongyang : Uma viagem à Coreia do Norte de Guy Delisle pela Devir

Pyongyang é dos poucos retratos visuais do país mais fechado do mundo feito por Delisle quando esteve lá durante dois meses a controlar a produção de filmes de animação. Num país que não se deixa fotografar, a BD mostrou-se como uma solução que foge ao controle das autoridades porque afinal nada proíbe um autor já fora da Coreia do Norte de desenhar de memória o que viu e viveu.

Há dois anos foi noticiado que o livro não ia ser adaptado para cinema – não que isso fosse muito interessante, provavelmente. A razão é que a produtora do filme, recebeu ameaças de “hackers” ligados ao regime da Coreia do Norte.

Obra seleccionada pela Bedeteca Ideal.

Deixe um comentário

Filed under acervo da bedeteca, bd estrangeira

Cumbe na Bedeteca

cumbe capaA Polvo colocou Cumbe do brasileiro Marcelo D’Salete à disposição na sessão Sem mutantes nem conservantes: a Banda Desenhada e o diálogo intercultural no ano passado e quase um ano depois eis finalmente um exemplar na Bedeteca de Lisboa!

Trata-se de um elogiado trabalho de D’Salete sobre o período esclavagista no Brasil do séc. XVII. Diz a sinopse: Cumbe, a palavra banto que dá nome a esta obra, é rica em significados: é o Sol, o dia, a luz, o fogo e a maneira de compreender a vida e o mundo. É, também, sinónimo de quilombo, a palavra que no Brasil quer dizer “esconderijo no mato onde se refugiavam os escravos”. São precisamente os escravos negros os protagonistas destas histórias – algumas delas inicialmente inspiradas em documentos históricos – nas suas lutas de resistência contra a opressão esclavagista no Brasil do séc. XVII, contra o sistema de trabalho forçado, demonstrando as tensões intrínsecas de uma sociedade amplamente pautada pela violência.

Obra seleccionada pela Bedeteca Ideal.

Deixe um comentário

Filed under acervo da bedeteca, bd estrangeira

Desconcertina

fabricafeatures_expodesconcertina_imagemnewsletter-1024x1024

Links: André Letria nas BLXPatológicoBetolândia

Deixe um comentário

Filed under acontecimentos, ilustração

“Figuras Clássicas do Terror”: nova exposição 31 de Março.

Deixe um comentário

Filed under acontecimentos, ilustração

Mono grafico

São quatro os “clássicos da imprensa canalha” em Espanha: a extinta revista El Víbora (1979-2005) que não resistiu com ou sem tetas nas capas, a revista El Jueves criada em 1977 e que ainda hoje existe provando que a monarquia espanhola não serve mesmo para nada (nem para acabar com estas revistas sem-vergonha!) e os fanzines TMEO Monografico, ambos nascidos em 1987, este último pela mão de Luan Mart (vídeo).

O Monografico é a razão deste “post” pois encontramos o número 192 na Bedeteca de Lisboa. Geralmente reconhece-se este zine, que se transformou numa revista cultural gratuita, pelo seu aspecto quadrado e pelas centenas (não é exagero!) de mini-publicidades espalhadas nas suas páginas cheias de artigos, ilustrações, anedotas e BDs. Este número não tem o formato quadrado mas o “italiano” (horizontal) mas ainda mantêm toda essa publicidade espalhada. Dizem que os “espanhóis são mais que as mães”, uma verdade de la Palice, mas é realmente a dimensão e população de um país grande como Espanha onde há tantos bares, discotecas (sítio onde vendem registos fonográficos!) e até talhos a meterem o seu quadradinho publicitário no Monografico que este projecto subsiste há 29 anos. Neste número colaboram nomes fortes como Javier Olivares,Miguel Brieva, Calpurnio, Liniers, Dário Adanti, Álvarez Rabo, Sonia Pulido com Pere Joan, Paco Alcázar, El Roto e até o Escif… Um “underground case-study”!

Deixe um comentário

Filed under acervo da bedeteca, bd estrangeira, press center, zines

Novo Pitanga

Para Abril e pela Abysmo que se lança por um livro de BD pela primeira vez, a nova aventura de Pitanga de Arlindo Fagundes com cor de Pedro Costa, 13 anos depois do álbum A Rapariga do Poço da Morte.

Obra seleccionada pela Bedeteca Ideal

Deixe um comentário

Filed under bd portuguesa

Cáspite! A Brigada do Reumático!

revistas_bd

Não podendo colaborar com estas afirmações, eis a reprodução tirada de outros sítios: Entre 23 de Março e 28 de Abril, a revista Visão distribuirá gratuitamente a Colecção Banda Desenhada, uma série de 6 revistas históricas editadas na década de 70 e 80 do século passado. Contando com a colaboração do Clube Português de Banda Desenhada, a série apresenta bandas desenhadas de personagens como o Major Alvega, Mandrake, Flash Gordon e Fantasma. As revistas correspondem a números das séries O Falcão, Mundo de Aventuras, Jornal do Cuto, Cavaleiro Andante, Galo e O Mosquito.

É inacreditável que a Visão – uma revista de informação (que considerávamos) séria – tenha entrado neste exercício de nostalgia com BDs tão medíocres! Uma coisa são os fac-similes de revistas culturais como aconteceu há pouco tempo com o jornal Público, outra coisa é uma nulidade que se topa logo pelo grafismo das capas que até envergonha o conceito “vintage” de tão feias que são. Mais irónico é que esta revista tem o mesmo título da “outra”, a revista de BD Visão que entre 1975 e 1976 rompeu justamente como o Antigo Regime da BD portuguesa. Quarenta anos depois, com “Fado, Futebol e Fátima” em alta (mais até do que no tempo fascista) só cá faltava realmente o anacronismo e a fantasia Peter Pan da “bedófilia” geriática,… A Visão não poderia oferecer antes o Lobo Mau? É muito triste…

Deixe um comentário

Filed under press center