Ponto G

astralagoG.Floy Studio, editora dinamarquesa com representação em Portugal lançou duas novidades anunciadas desde Fevereiro quando divulgou publicamente o seu plano editorial para o primeiro semestre deste ano que se tem cumprido com as continuações das três séries da Image que já divulgamos aqui (Saga, Tony Chu e Fatale) e outras dentro da mesma linha, ou seja, de “comics” em que os autores tem os direitos reservados para si e dada a independência financeira permite alguns escapes maiores na parte criativa – embora seja séries que mantêm o rótulo de “aventura” e “fantasia(s)”. Não é isso que parece ser interessante aqui divulgar, o que interessa são Miracleman e O Astrágalo

O primeiro é a edição integral desta série escrita pelo Argumentista Original (é assim que Alan Moore é creditado) com desenhos de Alan Davis e John Totleben. É nos penoso divulgar aqui qualquer produto da Marvel que ao longo de um complicado processo de direitos de autor conseguiu comprar o direito de explorar uma personagem que desde cedo nasceu torto – já lá iremos – mas sem dúvida que Miracleman por Moore é um excelente trabalho sobre a desconstrução do mito do super-herói. E um exemplo de como a indústria da BD norte-americana é imunda. Criado em 1954 em Inglaterra com o nome “Marvelman”, a personagem serviu de sucedâneo comercial para substituir o “Capitão Marvel“, um super-herói que a DC Comics dirigiu uma acção legal acusando à editora Fawcett de copiar a sua galinha de ovos de ouro chamada “Super-Homem”. Estando o caso mal-parado nos EUA, os ingleses criaram este outro “Marvel” para o seu público insular com sucesso até 1963, criando o seu próprio universo fictício e mitológico. Vinte anos depois Moore, na revista inglesa Warrior, usa esse universo para fazer a sua revisitação “sombria” mas para ser ser publicada nos EUA mudam o nome para “Miracleman” sob pressão da Marvel. Impedida a continuidade da publicação ocasionada por uma disputa legal complexa e onerosa entre os vários autores (o Neil Gaiman irá escrever também a série e terá outros problemas legais que davam para mais um parágrafo neste “post”), a série saiu de circulação por muitos anos até que em Julho de 2009, a Marvel (sim!) adquiriu todos os direitos prometendo relançá-la (guess what?) com o nome original “Marvelman”.

Mais dramática foi a vida da escritora Albertine Sarrazin da qual Astrálago aparece como uma boa adaptação para BD pela francesa Anne-Caroline Pandolfo (a) e o dinamarquês Terkel Risbjerg (d). Citamos aqui a mais recente edição portuguesa deste romance pela Antígona ficamos a saber do que se trata o texto original: Livro de culto de um fulgurante cometa no universo literário francês, O Astrágalo (1965) narra a fuga permanente da jovem Anne depois de saltar os muros da prisão e, na queda, fracturar o osso do pé, cujo nome dá título a esta obra. Entre esconderijos e armadilhas, ergue-se dos escombros um ser rebelde e impetuoso, confrontado com a vertigem da liberdade e a paixão arrebatadora que a prende a Julien, o seu salvador. (…) Alma gémea de Jean Genet e «pequena santa dos escritores inconformistas», Albertine Sarrazin (1937-1967) teve uma vida tão breve quanto trágica. Abandonada em tenra idade na sua Argélia natal, conheceu um lar adoptivo e instituições, tendo abraçado, esporadicamente, o crime e a prostituição e, persistentemente, a rebeldia e a insubmissão. Presa por furto em Paris, em 1957 saltará o muro da prisão e fracturará o astrágalo. A sua mente brilhante, alimentada a versos de Rimbaud, dar-nos-ia três romances: O Astrágalo e La Cavale (ambos de 1965), escritos atrás das grades, e La Traversière (1966). (…) Foi «a primeira mulher a falar das suas prisões», segundo Simone de Beauvoir, e, pela elegância poética das suas páginas, denunciou como ninguém as prisões que nos enredam os dias.

Obras seleccionadas para a Bedeteca Ideal.

Deixe um comentário

Filed under bd estrangeira

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s