Mex-Luso-Suomi

Foram tsandoval_phoenixrês livros de várias proveniências que saíram no último semestre de 2016 que achamos ter qualidade para serem aqui divulgados. Começamos pelo mais velho, lançado em Agosto (?), do mexicano residente em Berlim, Tony Sandoval que pelos vistos largou o teenybopper Gótico das suas obras anteriores para se dedicar a temas sérios: (…) para todos aqueles que se interrogam sobre o percurso pessoal e profissional de Sandoval até passar a residir na Europa e ser o responsável pela direcção da colecção Calamar na editora suíça Paquet, o autor levanta um pouco o véu em Rendez-Vous em Phoenix, um álbum biográfico cujo tema é a imigração ilegal. Foi em 1998 que Sandoval tentou emigrar clandestinamente do México para os EUA, por entre guardas da fronteira, contrabandistas, traficantes e outros imigrantes ilegais a viajar nos dois sentidos por razões familiares, sonhos profissionais e amor. Ou a Califórnia não tivesse como segunda língua o espanhol… (…) Entre desventuras e encontros fortuitos, o autor apercebe-se da angústia e do medo daqueles que deixam o México em busca de um Eldorado. Edição da Kingpin Books.

acedia

Vencedor deste ano do concurso interno da Chili Com Carne – Toma lá 500 paus e faz uma BD – foi lançado em Outubro o Acedia de autoria de André Coelho que consegue estabelecer um equilíbrio entre experimentação e tradição na banda desenhada estabelecendo um paradoxo entre a sua energia criativa com o ambiente mórbido da narrativa. Diz a sinopse: Um homem, Daniel, sofre de distorções na sua percepção visual devido a um corpo estranho alojado algures na cavidade ocular. Apesar da insistência das notificações hospitalares para dar início aos seus tratamentos, ele vê-se confrontado com a hipótese das suas alucinações estarem a  proporcionar-lhe uma fuga para uma nova percepção da realidade. Daniel terá que optar entre encarar a sua doença como um sinal evidente da sua mortalidade ou como uma intensificação da vida.

simply_samuel_cover_por

Por fim, eis Simplesmente Samuel do finlandês Tommi Musturi – autor de BD publicado na revista Quadrado e co-autor de um mural ainda resistente na Bedeteca de Lisboa – que é uma narrativa visual silenciosa, uma homenagem à vida e à existência humana. Samuel é uma figura fantasmagórica que caminha por um mundo colorido (muito parecido com o nosso) praticamente invisível para o que está ao seu redor, como um verdadeiro herói da nossa vida quotidiana e mundana. (…) continuação de Caminhando Com Samuel (2009), primeiro trabalho de Tommi Musturi com este “pequeno fantasma que caminha”, escolhido pelo jornalista Paul Gravett para o livro de referência 1001 Comics You Must Read Before You Die – e que acaba de ser reeditada com mais páginas, nova capa e essas coisas… Ambas edições são da MMMNNNRRRG e um exemplar do novo título já chegou à Bedeteca de Lisboa! YES!!!

Deixe um comentário

Filed under acervo da bedeteca, bd estrangeira, bd portuguesa, concursos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s