Quinta do Strip

e319aceaf62549d589e46f0b13824a62

Última Quinta-Feira das novidades na Bedeteca de Lisboa e chegou erotismo “setenteiro”: o álbum Lolly-Strip de Danie Dubos (a) e Georges Pichard (d) pode ter todos os defeitos da época – só o nome da editora ser Edições Sexo & Não Só já remete prá risota! – mas é um belo objecto gráfico, impresso com um cor-de-rosa-suave-impossível-de-reproduzir-em- 2016. Se fossemos tarados do “vintage” este seria um dos objectos que valeria a pena ter na estante alta da casa!

Lolly-Strip será das primeiras obras do género “heroínas eróticas” após o sucesso (e não só!) de Barbarella. Publicada em série na revista francesa Le Rire em 1966, foi publicada em álbum em 1972 pelo agitador entesado Eric Losfeld. Enquanto que um livro do Robert Crumb demorou muito mais do que seis anos a chegar a Portugal, é triste bem sabemos, esta edição portuguesa é um produto típico da libertação sexual pós-25 de Abril. Uma liberdade falsificada porque se há coisa que não falta nesta BD são correntes e prisões para a heroína, hum…

Deixe um comentário

Filed under acervo da bedeteca, bd estrangeira

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s