Bruta No More (actualização)

DSCN9632

MMMNNNRRRG vai acabar… em 2020! Parece uma piada de mau gosto mas sendo uma editora tão fora-do-baralho – já agora, lançaram mais um objecto d’AcontorcionistA, um Baralho de cartas (imagem) – é normal que também goze com as falências e finais das editoras. Dizem que estão fartos que ninguém consiga pronunciar o nome da editora (LOL), que o mundo vai acabar (!) e que estão enojados com o mercado de BD (mais do que nós!?) por isso fazem fade out até 2020 prometendo até lá editar mais umas k7s, livros de BD finlandesa e um Subsídios

Fundada por Marcos Farrajota em 2000 e dirigida com Joana Pires desde 2010, a MMMNNNRRRG publica “Art Brut Comix” de artistas de BD “outsider” de toda a parte do planeta: Portugal, EUA, Reino Unido, Croácia, Finlândia, Sérvia, Roménia, Holanda, África do Sul, Bélgica, Grécia, Rússia e Suécia. Tendo a primazia o livro em offset tal não impediu de inaugurar o boom dos “graphzines” em serigrafia em Portugal e experimentado outros formatos menos convencionais. Desde 2015 que lança k7’s de “música inesperada” – Black Taiga, Melanie is Demented, Traumático Desmame, BLEID – com as embalagens mais saudáveis do planeta. Trabalharam com algumas instituições como a Escola Ar.Co. (num projecto que incluía Ana Hatherly, António Poppe,…) ou o Cinanima, receberam o prémio TITAN em 2010 com Já não há maçãs no Paraíso de Max Tilmann; no 10º aniversário fez uma grande festa de dois dias nos Maus Hábitos com bandas ao vivo como Claiana e Ghuna X, entre outros, em 2011, cinco dos autores que publicaram (Janus, André Lemos, Pepedelrey, João Maio Pinto e Tiago Manuel) tinham trabalhos expostos na exposição Tinta nos Nervos no Museu-Colecção Berardo; Caminhando Com Samuel de Tommi Musturi foi seleccionado para o livro de referência 1001 Comics You Must Read Before You Die de Paul Gravett; em 2014 W.C. de Marriette Tosel foi seleccionado para um concurso da Society of Illustrators de Nova Iorque; em 2016, Anton Kannemeyer participou na polémica conferência da Fundação Gulbenkian Foundation e ganhou o Prémio Nacional de Melhor Álbum de autor Estrangeiro com Papá em África na Amadora BD.

PS – Entretanto chegou à Bedeteca de Lisboa o dito Baralho que é bem bonito, e pró menino e prá menina, e o que estiver entre ou fora…

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under acervo da bedeteca, mercado

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s