Tomi Ungerer (1931-2019)

TU_006

Faleceu o grande ilustrador francês Tomi Ungerer mais conhecido pelo seu trabalho para infância mas não esquecendo também gostava de se divertir  – até em Portugal dos brandos costumes publicou-se o seu Fornicon.

Os seus primeiros esquissos, de contornos bélicos, reflectiam a sua oposição à guerra e ao fascismo. Em 1956 emigrou para Nova Iorque, onde começou a escrever livros para a infância que tiveram muito êxito. Publicou em jornais e revistas tão importantes como The New Yorker, Esquire, Life Show ou Fortune. Já no auge da sua carreira durante os anos 1960, Ungerer plasmou no seu trabalho a sua reacção contra a hipocrisia e a superficialidade da sociedade americana. Mudou-se depois para uma quinta no Canadá e no final dos anos 1970 radicou-se na Irlanda com a sua família. A sua produção, que abarca 40 anos de criação, estima-se entre os 30 000 e os 40 000 trabalhos de diferentes estilos, e mais de 120 livros. Entre outras distinções, recebeu a Medalha de Ouro da Sociedade de Ilustradores e o Prémio Hans Christian Andersen em 1998. Depois de se ter retirado como ilustrador, desenvolveu outra faceta como filantropo, vocacionado para causas humanitárias.

Deixe um comentário

Filed under obituário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s