Killing an error (2)

oprimeirohomemcapaJacques Ferrandez é o especialista em temas argelinos na BD franco-belga. Apesar de todo o seu dom naturalista não se escapa a fazer uma obra chata, cheia de tiques de telenovela e claro maminhas para todos, como é típico da indústria de BD europeia – essa indústria em negação, que se quer ver como não como indústria mas como artista.

A Porto claro que lançou isto porque é uma adaptação de Albert Camus, senão tanto lhe fazia existir ou não. Apesar dos pontos negativos apontados até agora, esta obra foi parar à Bedeteca Ideal porque não é má de todo para putos que não saibam nada de colonialismo – e até serve de ponte para o caso português e as ex-colónias…

Sinopse: Publicada pela primeira vez mais de trinta anos depois da morte de Albert Camus, O Primeiro Homem rapidamente se tornou um bestseller mundial, sendo considerada a mais autobiográfica obra do autor. (…) Na sua origem fragmentado e inacabado, o manuscrito de Camus ganha uma nova leitura através das imagens de Ferrandez, que preenchem com delicadeza espaços que haviam ficado vazios.
(…) A adaptação gráfica do manuscrito inacabado de Camus conta a história de Jacques Cormery, um menino que teve uma vida semelhante à de Camus. Esta edição (…) convoca o panorama, os sons e as texturas de uma infância circunscrita pela pobreza e pela morte de um pai, mas redimida pela beleza austera de Argel, pelo amor que Jacques tem à mãe e à avó, e por um professor que transformará a sua visão do mundo.

Deixe um comentário

Filed under acervo da bedeteca, bd estrangeira

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s