A Queda do Império Americano

0781b1b738bbcce344ce9cb1aae9e0ca

A Mundo Fantasma já tinha alertado sobre o facto da distribuidora Diamond estar a encerrar a actividade com esta crise covid19 e que isso iria afectar a actividade da loja. Confirma-se agora o impacto nas lojas portuguesas especializadas em BD neste artigo do Público.

A Diamond é quem controla a saída de todo o lixo pra crianças e “bedófilos” norte-americanos não só nos EUA e mundo anglo-saxónico mas também no resto do mundo através de lojas especializadas em BD que importam os “comic-books” e brinquedos da indústria Pop americana. Todos os meses publica um catálogo enorme – a Previews – para os clientes / lojas encomendarem produtos que sairão dois meses depois. O sistema chega a ser perverso (outros dirão “optimizado”, claro) que seguindo o número das encomendas é que as editoras determinam quantos exemplares irão imprimir dos seus “comics” e livros. Há editores pequenos que nem conseguem lançar as suas publicações através desta distribuidora porque não chegam ao número mínimo de pedidos, logo, ou não existem ou arranjam uma alternativa. Uma situação difícil porque a Diamond é monopolista e com esta influência global.

A sua influência só poderia ter sido travada se as livrarias tivessem outros distribuidores e apostassem em mais “bibliodiversidade” mas isso implicava terem entretanto educado os seus clientes a terem outros hábitos de leitura além do colecionismo bárbaro dos super-heróis. Basta consultar as redes sociais das lojas portuguesas – das mais “comerciais” às mais “ecléticas” – para perceber que só comunicam para um tipo de leitor, o “nerd”, alienando todos os outros, num óbvio incentivo à monocultura de mais um chuto. Criaram um círculo vicioso extremamente difícil de contornar, primeiro pelo facto do seu fornecedor principal estar a falhar, segundo porque a maior parte delas não tem um grande fundo de catálogo, e terceiro, muito provavelmente as que tem um, poucas serão as que tenham um que seja interessante, quer para os seus habituais zombies mensais quer para “os outros”.

Um problema que esperam que as livrarias saibam resolver até à próxima pandemia, até lá, boicotem Amazon, FNAC e afins como é óbvio porque apesar de tudo ainda há muito para “reler”.

Deixe um comentário

Filed under mercado

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s