No Lazareto de Lisboa

Capa da reedição feita pela Frenesi (2003)

Afinal o Museu Bordalo Pinheiro não sabe apenas dar tiros nos seus pés e eis que com a PIM! reeditam No Lazareto de Lisboa, obra seminal de Rafael Bordalo Pinheiro.

Foi ontem na Feira do Livro de Lisboa o lançamento oficial que se calhar também foi o único evento assinalável neste certame em que os concertos são “Jazz punheta” e Pop abaixo de cão – sim, há toda uma geração de funcionários públicos da CML que não sabem programar eventos culturais, ao contrário da malta do Porto.

Sobre o livro: Caricaturista, ilustrador, ceramista, autor de banda desenhada, editor, decorador e figurinista, considerado o maior artista plástico português do século XIX, Raphael Bordallo Pinheiro (na grafia original) nasceu a 21 de Março de 1846, em Lisboa, e faleceu a 23 de Janeiro de 1905, na mesma cidade. Este livro foi publicado originalmente em 1881 e trata-se de um álbum “auto-satírico”, onde o autor ensaia uma bd autobiográfica “avant la lettre” sobre a sua experiência traumática no famoso Lazareto de Lisboa no seu regresso do Brasil.

Além da importância da obra, é de referir o preço acessível que este livro tem e como tal deverá estar presente em qualquer Bedeteca pessoal ou institucional de quem diz que gosta de BD. De resto, é uma obra seleccionada pela Bedeteca Ideal.

Deixe um comentário

Filed under acervo da bedeteca, bd portuguesa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s