FINALMENTE (2)

Os gringos tratam mal o património da sua BD mas os franciús fazem o trabalho por eles, explicando melhor, as edições do Lynn Ward feitas pelos gringos são de louvar por recuperarem estes grandes e importantes romances gráficos mas a sua impressão e apresentação deixam muito a desejar. A editora Monsieur Toussaint Louverture pegou na sua obra e fez uma edição luxuosa e de referência – além das várias obras publicadas, é acompanhada por textos de Ward sobre o seu trabalho, e outro ensaio de Art Spiegelman.

Em Portugal parece que só na Tinta nos Nervos é que a poderemos ver ao vivo esta caixa de três livros. Para pobretanas como nós, há ainda os tais volumes da Dover para acedermos ao trabalho do autor – além do livro do primeiro link, sabemos que na Biblioteca de S. Lázaro encontram-se também o Gods’Man e Mad Man’s Drum.

PS – Entretanto esta caixa de livros ganhou o Prémio de Património no Festival de Angoulême – devido à pandemia fez-se só a atribuição dos prémios, o evento físico está agendado para 24 a 27 de Junho. E já que raramente falamos de prémios, uma curiosidade, o Prémio de BD Alternativa foi para o The Thick Book of Kuti onde encontramos dois portugueses.

Deixe um comentário

Filed under bd estrangeira, referência

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s