Monthly Archives: Abril 2022

Regresso à natureza

A antologia letã š! é incrível e não pára de publicar autores portugueses! Neste novo número, temos Dileydi Flórez e o Mao – que assina a única BD que vale o #44 inteiro dedicado ao “Regresso à Natureza”.

Deixe um comentário

Filed under bd estrangeira, bd portuguesa, zines

Bedeteca de Lisboa fechada UM ANO – e no seu 26º aniversário!!!

A Bedeteca de Lisboa fechou no passado dia 3 de Janeiro para obras. Os rumores diziam que iria abrir em Abril deste ano – data do aniversário da Bedeteca -, de cara limpa, sem problemas de WC, de electricidade e outros poemas mas passaram-se três meses sem vermos um andaime nem um trolha!

Agora que os vimos dizem que a Bedeteca (e Biblioteca dos Olivais) vai estar fechada até ao final do ano! UM ANO sem BD na rede BLX a não ser os livros de mau-gosto meloso, beto e “loureado”? É assim o serviço público!

Aliás, passado um ano nem se dignaram de imprimir o muito interessante  Leituras Desenhas : Uma celebração dos 25 anos da Bedeteca de Lisboa!

2 comentários

Filed under acontecimentos

Meio Ano

Sal Nunkachov diz: a Paper View, enquanto livraria e galeria, celebra meio ano, seis meses com actividade inquieta, já recebemos exposições de João Fazenda, Fernando Aguiar, João Gastão. (…) vamos celebrar este sábado, na Avenida Nossa Senhora de Fátima, 31, Leiria. Recebemos a primeira exposição do consagrado poeta visual Derek Beaulieu, com videos e música de Diogo Pedrosa e Carlos Martins. É ainda lançado o livro que reúne o trabalho de Beaulieu das últimas décadas, Catalogue Saisonée pelas 18h.

Deixe um comentário

Filed under acontecimentos, mercado, outros media, zines

Brokeback Luke Remix

Não nos podíamos mais estar a marimbar para os novos álbuns do Lucky Luke com “arte de autor” (lol) mas ao sabermos que o “Rei dos Comics Gay” Ralf König (teve exposição no Salão Lisboa 2003, lembram-se?) fez um… ui! Ficamos excitados!

Em Fevereiro gozámos se os “machos alfas” (LOL) d’A Seita teriam colhones para editar cá em Portugal o dito álbum – significando que pela primeira vez que König seria publicado neste cantinho cinzento da Europa – e vão fazê-lo! Os Choco-Boys saem agora em Abril ou Maio, dizem.

Deixe um comentário

Filed under bd estrangeira

Raia 6

Acontece este fim-de-semana, a Raia 6 : Qual Lázaro insubmisso, a Feira Raia retornará à vida, pela 6ª volta, nos dias 23 e 24 de Abril de 2022, Sábado e Domingo, entre as 10h e as 20h.
Em vésperas do 25, arriscamos lançarmo-nos em mais uma aventura no contrabando de edições independentes e obra gráfica impressa. Uma oportunidade única para actualizar contactos e espreitar o que os artistas e colectivos andam a fazer por estes dias, num contacto directo entre público e os editores e artistas. Sobretudo porque mercados com esta dimensão não acontecem todos os dias, nem todas as semanas.

Deixe um comentário

Filed under acontecimentos, mercado, zines

25

Amanhã sai algo bizarro no mercado português, uma reedição de uma obra de referência, originalmente publicada pela Bedeteca de Lisboa com a Afrontamento, o Centro de Documentação 25 de Abril e o Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, em 1999. Trata-se de Uma revolução Desenhada : O 25 de Abril e a BD de João Miguel Lameiras, João Paulo Paiva Boléo e João Ramalho Santos. Ou melhor, o título está diferente, passou a Imagens de uma revolução : 25 de Abril e a Banda Desenhada, não deve ter as BDs originais (de Filipe Abranches, Relvas e muitos outros) que acompanhavam a primeira edição e é em capa dura para novo rico curtir.

Curioso e útil dado que a edição original não se encontra mais no mercado e é uma obra selecionada da Bedeteca Ideal.

Deixe um comentário

Filed under referência

O Hulk sem o Hulk?

Sai amanhã Monstros de Barry Windsor-Smith. Reza a história que em 1984, Barry Windsor-Smith planeou uma banda desenhada do Hulk para a Marvel que não se concretizou. Em 27 de abril de 2021, 37 anos depois, foi lançada a obra Monstros pela Fantagraphics, a qual se baseia na estória supracitada. A G. Floy é a responsável pela edição nacional, agendada para 20 de Abril deste ano.

Dizem ainda: Uma autêntica tour de force de narrativa visual de 360 páginas, Monstros tem uma copiosa tela narrativa, em igual parte drama familiar, thriller e viagem metafísica, um retrato íntimo de indivíduos que tentam recuperar as vidas que lhes foram roubadas e uma odisseia política épica que percorre duas gerações da história americana. Monstros é ilustrado com a impecável técnica e lápis e tinta de Windsor-Smith, com a narrativa visual mais sofisticada da carreira do artista, com uma notável sensibilidade de gestos e composição. (…)
Estamos em 1964. Bobby Bailey ainda não sabe que está prestes a cumprir o seu trágico destino quando se vai alistar nas Forças Armadas. Traumatizado, inocente, discreto e com vontade de escolher o seu passado e focar-se no futuro, Bobby é o candidato perfeito para uma experiência secreta dos EUA, uma continuação macabra de um programa genético descoberto na Alemanha nazi, 20 anos antes, no final da 2.ª Guerra Mundial. O único aliado de Bailey e o seu protector é o sargento McFarland, que intervém e dá início a uma sequência de eventos que se descontrolam completamente. À medida que os monstros se multiplicam, tornando-se reais e metafóricos, a história atinge o crescendo de um autêntico Juízo Final moral.

PS – a mosca / logotipo da editora na capa fica mesmo mesmo mal ali… a mosca já ’tá a comer o cadáver!? Milhares de euros investidos mas zero olhos.

Deixe um comentário

Filed under bd estrangeira