Category Archives: miúdos

Máquinas

GITS_1-Sobrecapa_Portugal-web

No Sábado, às 16h, é lançado na loja da Kingpin Books o livro The Ghost In The Shell de Shirow Masamune. O evento irá contar com a presença do editor Júlio Moreno e do tradutor André Oliveira.

A JBC, editora especializada em manga no Brasil, chega agora a Portugal. Acumulando uma experiência de 25 anos no mercado da cultura japonesa, a Editora JBC faz parte do JBGroup, um grupo de comunicação que nasceu no Japão em 1992 e, desde 2001, publica manga no Brasil. Actualmente, a JBC imprime no Brasil  dez novos títulos de banda desenhada japonesa por mês, atingindo o número de 1 milhão de exemplares por ano. A partir de agora, inicia-se uma nova produção idealizada especialmente para Portugal, com mangas produzidos e adaptados 100% em território português.

The Ghost in the Shell, da autoria de de Masamune Shirow, é o primeiro título da JBC Portugal, (…) Inédita em Portugal, a nova versão tem acabamento de luxo, seguindo o mesmo padrão da versão brasileira, a primeira no mundo a usar os ficheiros remasterizados pelo próprio autor. O mesmo material foi utilizado para esta versão portuguesa. A sobrecapa foi impressa com duas cores extras, usando no total seis cores na sua composição. Tem ainda um formato especial (17x24cm – bastante maior que o manga tradicional japonês), além do papel Lux Cream nas páginas internas. São 352 páginas, sendo que destas 62 são coloridas, tratando-se, portanto, de uma verdadeira edição de coleccionador.

(…) Publicada originalmente no Japão entre 1989 e 1991, The Ghost in the Shell é uma das obras mais com mais impacto entre os mangas de ficção científica, tendo influenciado directamente muitas obras posteriores, inclusivamente o filme norte-americano Matrix. O manga aborda, quase “filosoficamente”, a Inteligência Artificial, tema absolutamente actual.

Em 1995, o renomado [sic] realizador japonês Mamoru Oshii transportou para os ecrãs de cinema o universo idealizado por Masamune Shirow para a banda desenhada, tornando-se o anime um dos maiores fenómenos de culto de todos os tempos. (…) No ano passado, foi adaptado em Hollywood, com a actriz Scarlett Johansson (…) na pele da Major Kusanagi.

Apesar de ser uma obra única, no começo dos anos 2000, Masamune Shirow regressou ao universo da Major Kusanagi nos mangas. Foi publicado The Ghost in the Shell 2.0 e, posteriormente, a versão 1.5 da sua obra original de 1989. Estas duas bandas desenhadas estão nos planos da JBC Portugal para serem publicadas no nosso país.

Influenciado por obras “cyberpunk” do final dos anos 1980, como o manga Akira e o filme Blade Runner – Perigo Iminente, o cenário escolhido por Masamune Shirow para The Ghost in the Shell foi o futuro distópico de 2029, em que a alta tecnologia se mescla com uma sociedade decadente e desigual. É neste universo à beira do colapso que a Major Motoko Kusanagi é a principal agente da Secção 9 da Segurança Pública japonesa. Motoko é uma ciborgue altamente treinada, que tem como missão desvendar uma série de crimes cibernéticos realizados por um hacker conhecido como o Mestre dos Fantoches. Durante a caça ao criminoso virtual, Masamune Shirow insere no argumento questões existencialistas, ponderando inclusivamente se alguém provido meramente de Inteligência Artificial é, de facto, um ser vivo. E foi exactamente essa mistura de ficção científica, acção e temas filosóficos que fizeram do manga The Ghost in the Shell uma leitura obrigatória. Ao ponto de que talvez vá para a Bedeteca Ideal?

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under acontecimentos, bd estrangeira, mercado, miúdos

Filminhos em Julho

A Zero em Comportamento continua a passar as suas sessões de cinema da crianças intituladas Filminhos Infantis à Solta pelo País pela Biblioteca dos Olivais. A quarta sessão está programada para 14 de Julho, Sábado, às 15h30, proporcionando deste modo uma oferta diferente não só à população local, mas também a todos de fora que pretendam usufruir deste maravilhoso espaço.

Deixe um comentário

Filed under cinema de animação, miúdos

22º Prémio Nacional de Ilustração

ilus

Prémio Nacional de Ilustração foi atribuído a Madalena Matoso com o livro Não é nada difícil editado em 2017 pela Planeta TangerinaAs Menções Especiais foram atribuídas a Abigail Ascenso pelas ilustrações da obra A Noite, com texto de Manuel António Pina, publicada pela Assírio & Alvim; e a Joana Estrela pelas ilustrações da obra A Rainha do Norte (texto da própria) e publicada pela Planeta Tangerina.

Deixe um comentário

Filed under concursos, ilustração, miúdos

Filosofia para todos

FILOSOFIA-BD

Com o interessante e divertido Heráclito como nosso guia, viajamos pelo rio tortuoso da Filosofia, descobrindo pensadores influentes de quase três milénios do pensamento ocidental e testemunhando grandes debates sobre tudo, da ética ao conceito do eu e à natureza da realidade. Combinando a arte lúdica de Kevin Cannon e a prosa instrutiva e bem-humorada de Michael F. Patton, este livro coloca a diversão ao serviço da busca de verdades fundamentais. Uma obra de leitura simples e clara, com a qual se aprende. Um excelente recurso tanto para estudantes como para os leitores em geral. Diz a Gradiva que o publicou.

Este título deveria ir para a Bedeteca Ideal, não? Mas para onde? Esta é que é actual dor de cabeça porque não se esperava que houvesse este reinvestimento na BD pedagógica… Temos de pensar nisto!

Deixe um comentário

Filed under bd estrangeira, miúdos

It’s educational

OUniverso-fte

De formato reduzido mas com muito conteúdo, a Gradiva lança de uma assentada Os Direitos do Homem – Uma Ideologia Moderna de François De Smet (a) e Thierry Bouüaert (d) e O Universo : Criatividade Cósmica e Artística (imagem) com Hubert Reeves (a) e Daniel Casanave (d).

No último caso, dizem: com o talento de divulgador que já conhecemos, Hubert Reeves explica, com remissões hábeis para a criatividade humana que a Ciência revela, o que hoje sabemos acerca da criação do Universo. Com palavras e ideias simples, Hubert Reeves consegue que compreendamos o infinitamente complexo, desvendando conceitos e factos que assim ficam ao alcance de todos. E sobre o primeiro: Em 1948, na sequência da guerra e da descoberta do horror da Shoah, um comité propôs-se redigir a primeira Declaração dos Direitos do Homem de alcance universal. Esse acontecimento dará lugar a um diálogo e, nalguns casos, a uma confrontação transformadores entre várias visões e sistemas políticos do mundo. Neste livro conta-se a história da equipa que lançou no papel um sonho comum: um mundo no qual o Homem não voltasse a ser lobo do Homem…

Bom, bom era que a Gradiva voltasse a publicar os livros do Gonick

 

Deixe um comentário

Filed under bd estrangeira, formação, miúdos

Caleidoscópio + Dedo

4ecfb91c-cecd-4e42-bb2a-f833f6e20ef8

Exposição de João Fazenda na Abysmo.

29983188_1780395435336990_6584962816942258299_o

E Dedo Mau na Mundo Fantasma que não pára!

Deixe um comentário

Filed under acontecimentos, ilustração, miúdos

Quinta da bicharada

9227fc1e910c4061899bd242f3c0799a

Chegou à Bedeteca de Lisboa nesta Quinta-Feira das Novidades mais alguns volumes das série de BD Bone de Jeff Smith e Cerebus de Dave Sim.

O primeiro não se sabe que bicho é que é mas pouco importa porque serve para leitura de fim-de-semana com as crianças. Já o porquinho Cerebus é uma alucinação pseudo-intelectual de Sim, autor canadiano que tem tanto de pontos positivos (defensor do direitos de autor, contra o Copyright, paladino da auto-edição) como negativos (misógino e religioso). Cerebus são 6000 impressionantes páginas de BD muito aborrecida, um marco da BD dos anos 80 e 90 que merece pelo menos ser pegada das estantes.

Deixe um comentário

Filed under acervo da bedeteca, bd estrangeira, miúdos