Veggie Comix

a-delicious-history-of-meatless-meat-14-997

No The NIB, claro…

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under e-comix

Filosofia para todos

FILOSOFIA-BD

Continuam a aparecer mais livros que deveriam ir para a Bedeteca Ideal mas para onde? Que categoria? Esta é que é actual dor de cabeça porque não se esperava que houvesse este reinvestimento na BD pedagógica… Temos de pensar nisto! Até lá fiquem a saber destas novidades da Gradiva:

Introdução à Filosofia em Banda Desenhada: com o interessante e divertido Heráclito como nosso guia, viajamos pelo rio tortuoso da Filosofia, descobrindo pensadores influentes de quase três milénios do pensamento ocidental e testemunhando grandes debates sobre tudo, da ética ao conceito do eu e à natureza da realidade. Combinando a arte lúdica de Kevin Cannon e a prosa instrutiva e bem-humorada de Michael F. Patton, este livro coloca a diversão ao serviço da busca de verdades fundamentais. Uma obra de leitura simples e clara, com a qual se aprende. Um excelente recurso tanto para estudantes como para os leitores em geral. 

hereges-kfr

Hereges! Os Assombrosos (e Perigosos) Primórdios da Filosofia Moderna Esta narrativa gráfica divertida e esclarecedora conta a empolgante história dos pensadores do século XVII que desafiaram a autoridade – às vezes arriscando a exclusão, prisão e até a morte – para estabelecer as bases da filosofia e da ciência modernas e ajudar a inaugurar um novo mundo. Com diálogos magistrais e ilustrações sugestivas, Hereges! proporciona uma introdução única ao nascimento do pensamento moderno em banda desenhada – inteligente, elegante e muitas vezes divertida. (…) Steven Nadler é doutorado pela Universidade de Columbia, Washington, professor de Filosofia e membro da Faculdade de Estudos Judaicos, assim como director do seu Centro de Humanidade. Especializado em Filosofia Moderna (século XVII), Metafísica e Filosofia Hebraica, é autor de vários livros editados pelas principais casas editoras universitárias (Oxford, Cambridge, Princeton, etc.) assim como pelas principais casas editoras norte-americanas. (…) E já agora, o Ben é o filho dele…

Deixe um comentário

Filed under acervo da bedeteca, bd estrangeira, formação, miúdos

Quinta da Senhora

gifanimado2

Bem sabemos que estamos a usar um “gif” animado do lançamento que já ocorreu no mês de Fevereiro de Monotipias, livro de Martina Manyà… Só que gostamos do efeito!

Isto para indicar que as Edições Senhora do Monte devem ter passado pela Bedeteca de Lisboa e deixaram este belo livro. O Monotipias é uma história de gestos e variações que se reproduzem e se transformam. Pode também ser a história altamente colorida de umas manchas (…). Também devem ter deixado Paisagens, o livro de desenhos de Xavier Almeida, lançado em Dezembro de 2015, que revela um universo pouco conhecido do trabalho do Xavier. Durante cerca de meio ano, explorou um tema maior da história de arte: a paisagem, fazendo uso das ferramentas básicas do desenho, o lápis, a tinta de china, a caneta. Numa aproximação livre, um tanto mais abstracta que figurativa, usou o pretexto da paisagem para desenhar, só desenhar. A sequência é muda e convida-nos à contemplação.

284E mais importante, deixaram um documento fotocopiado de Scottsboro, Alabama: A Story in Linoleum Cuts, de Lin Shi Khan e Tony Perez. Trata-se de mais um exemplo de como a BD norte-americana podia ter tomado outro rumo artístico caso não fosse inundada pelo lixo dos super-heróis. Produzido em 1935 no esforço de libertação de nove rapazes negros, falsamente culpados de violarem duas mulheres (brancas) e colocados no “Corredor da Morte”. BD dividida em três partes, uma sobre condição dos negros na América do Norte, outra sobre o caso Scottsboro e a última é uma chamada revolucionária – a publicação é apoiada pelo Partido Comunista dos EUA.

É o que se relata desta Quinta-Feira das Novidades na Bedeteca…

Deixe um comentário

Filed under acervo da bedeteca, bd estrangeira, ilustração

Nova Imagem

BoB_215_omslag_650px

A revista sueca sobre BD Bild & Bubbla já não parece (muito) uma revista para “bedófilos”. Parece até uma revista normal… Ena! A Bedeteca de Lisboa recebeu dois dos novos números (215 e 216) em num é oferecido um guia de verão prá BD portuguesa… Quem é que percebe sueco ou os suecos?

Deixe um comentário

Filed under referência

Ai-Ai

Capturadepantalla2018-10-27alas11_53_39

A música das Mujeres é uma grande seca e tocam HOJE no Sabotage Club mas um dos elementos está ligada à AIA Editorial, esperemos que traga as suas excelentes edições.

Deixe um comentário

Filed under outros media

Stan Lee (1922-2018)

Stan Lee foi um escritor, argumentista, editor, publicitário, produtor, director, empresário e actor (LOL) norte-americano. Ele foi editor-chefe e presidente da Marvel Comics antes de deixar a empresa para se tornar presidente emérito da editora. Criou centenas de super-heróis e outros fascistas adorados ao ponto de serem ícones Pop. Foi-se ontem e não faltarão lágrimas mediáticas até daqueles que nunca falam ou escrevem sobre BD. Excelsior!

Deixe um comentário

Filed under obituário

Ideia

Há poucos meses dizia o crítico Domingos Isabelinho que o maior artista de BD belga era Frans Masereel (1889-1972) – e não o Hergé adorado pelos pobres-diabos dos “bedófilos”. Masereel além de ter sido o criador naquilo que agora se chamam de “Romances Gráficos”, foi dos primeiros autores de BD artística. Por mais que traduzam o Tintin, felizmente a História repõe as verdades e ficamos a saber da iniciativa de reeditar e analisar o trabalho de Maserrel pela editora Martin de Halleux.

Sem querer também descobrirmos que o livro Idée (1920) de Maserrel foi adaptado para cinema de animação por Berthold Bartosch (1893-1968), cujo o filme homónimo, saído em 1933, é considerado o primeiro filme de animação artístico e que usa também pela primeira vez sons  electrónicos (as ondas Martenot) como banda sonora. É nestas alturas que se percebe bem o que é um Artista e o que é um homem de negócios, distinção impossível de fazer no meio da Bêdê…

Deixe um comentário

Filed under bd estrangeira, cinema de animação, referência