Category Archives: silly season

«Um mero supermercado onde os consumidores vão procurar o produto mais barato possível»

A-Biblioteca-a-Noite

Quem o diz é Will Eisner questionado sobre a utilidade da Web enquanto ferramenta criativa. Esta é a única referência de alguma forma ligada à BD no belíssimo livro A Biblioteca à Noite de Alberto Manguel.

Eis a distopia pensada em Reinventing Comics e na altura bastante criticada e prevendo estas palavras de Eisner. E damos por fechada a “silly season” deste ano!

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under acervo da bedeteca, e-comix, outros media, silly season

Quinta do Western Spaghetti

402b71eb138d408f84528ce839ca8e36

Caramba, é “silly season” e a Bedeteca de Lisboa adivinhou a leitura perfeita para esta época. Veio nas Novidades de Quinta-Feira, ou seja, quando chega material novo à Bedeteca. Cuttlas : El Pistolero Molecular de Calpurnio é que é um western à séria, não é como aquelas mariquices do Tex. Aqui sim há gajos maus como as cobras, homens de barba rija, índios à fartazana para serem massacrados, donzelas virgens e… Kraftwerk!

Série criada em 1983 percorreu toda a nata de publicações espanholas, de revistas de BD como a Makoki ou El Víbora como jornais e revistas. Em Portugal só o conhecemos porque vinha na mítica revista brasileira de BD Animal. Com tanta espanholada chata que se edita por aí quando é que publicam esta belezinha?

Deixe um comentário

Filed under acervo da bedeteca, bd estrangeira, silly season

Caso De Direito Galáctico

1485797125_MS1DPfvi5yJVATijNF3

A E-Primatur está a fazer um excelente trabalho de recolha da obra de Mário-Henrique Leiria mas… no caso das Banda Desenhadas escritas pelo autor e desenhadas por Isabel Lobinho é que se portam mal porque na ficha técnica declaram que caso haja herdeiros do autor estes podem reclamar direitos de autor sobre a reedição da sua obra mas nada é dito sobre as páginas com a Lobinho, sinal óbvio da eterna falta de respeito pela BD ou no que respeita a tudo que seja matéria de desenho em geral. Portugal é um país de poetas dizem. Que seja mas serão sempre poetas ceguinhos! Ainda assim, a reprodução de Mário e Isabel está muito boa mesmo quando reduzida num formato mais pequeno que o álbum original.

Sobre o livro este é o primeiro de 3 volumes que reunirão a obra completa do génio do surrealismo português. Este volume recolhe a ficção completa de Mário-Henrique Leiria, incluindo diversos textos inéditos e outros nunca antes compilados em livro. Coligem-se os volumes míticos: Contos do Gin-Tonic e Novos Contos do Gin juntamente com outros contos dispersos e inéditos, uma novela, teatro, guiões e uma banda desenhada.

A edição foi preparada pela Professora Tania Martuscelli (Universidade do Colorado/ Boulder), a maior especialista na obra de Mário-Henrique Leiria, que recolheu todos os textos constantes do espólio do autor e em vários outros materiais dispersos.

Deixe um comentário

Filed under bd portuguesa, silly season

Quinta de Cancún

AF_NOVELAS_GRAFICAS_2016_15

Nesta Quinta-Feira das Novidades na Bedeteca de Lisboa eis que chega Os Exércitos do Conquistadorde Jean-Pierre Dionnet (a) e Jean-Claude Gal (d), álbum de BD lançado o ano passado na colecção da Novela Gráfica, chegou agora à Bedeteca e vamos ler agora porque parece-nos um livro perfeito para ler na piscina (já que a edição francesa só pode ser consultado). Do tipo, desenhos espectaculares e conteúdo nulo para quem quer torrar com o sol.

Deixamos a divertida sinopse: uma obra que subverte as regras das histórias de Sword and Sorcery, introduzindo um toque existencialista tipicamente francês [LOL]. Naqueles tempos, os exércitos do Conquistador puseram-se em marcha para conquistar o mundo… Não se sabia quem eram, nem de onde vinham. Só se sabia que, um dia acabariam por chegar. Às vezes paravam o seu avanço, outras vezes até retrocediam, mas acabavam sempre por voltar [pois, é o que acontece quando se retrocede!]… E os derrotados passavam a engrossar as suas fileiras. [oh lá lá]

Amanhã saí mais um “no brainer” na colecção da Novela Gráfica deste ano… havemos de o ler na Bedeteca nas férias de 2018!

Deixe um comentário

Filed under acervo da bedeteca, bd estrangeira, silly season

Valérian

Press-Release_Valerian

O jornal Público e a Asa / Leya a partir de HOJE começam a colecção Valérian e Laureline da autoria de Pierre Christin (a) e Jean-Claude Mézières (d), composta por 12 volumes (11 dos quais são álbuns duplos), que incluem todos os 23 álbuns até agora publicados destes intrépidos agentes espaço-temporais ao serviço de Galaxity, capital do Império Galáctico Terrestre no séc. XXVIII.

Esta série é também uma obra-prima da ficção científica, tendo influenciado todas as criações posteriores nesse domínio, na literatura e não só.

No âmbito da produção cinematográfica, serviu de inspiração a vários realizadores, entre os quais George Lucas e Luc Besson. Este último, admirador confesso da série e dos seus autores, assina a longa-metragem Valérian e a Cidade dos Mil Planetas, com estreia nas salas portuguesas AMANHÃ.

Deixe um comentário

Filed under bd estrangeira, silly season

Dois olhos do cu?

13522779_10154315455394243_5447337677560349600_o

Não sabemos porque raios a Bedeteca de Lisboa tem todos os números de um fanzine de BD chamado Olho do cu? Mas porque não!? Em tempos de PC (Politicamente Correcto), um anacronismo editorial até sabe bem… Serve para abrir a “silly-season”!

É segunda vez que este título é usado, primeiro foi algures nos anos 90 e comemorou 20 anos no mês de Maio – a Bedeteca tem três números deste título por catalogar. E agora, sabe-se lá de aonde apareceu este novo Olho do Cú [sic] que já vai no sexto número mas topa-se que está ligado à subcultura do Heavy Metal e tem participações de Christophe Szpajdel – o Lord of the Logos! -, Esgar Acelerado, Alexandre Esgaio, Sandro e Gonçalo. É humor da retrete, em A5, fotocopiado e tudo mais para contrariar este “meme”:

13402408_1162843753767081_33091797_n(1)

Deixe um comentário

Filed under acervo da bedeteca, bd portuguesa, silly season, zines

Siloé comprou os direitos de publicação do Manuscrito Voynich

Manuscrito Voynich

A editora espanhola Siloé comprou os direitos de publicação do Manuscrito Voynich – o livro mais enigmático de sempre, uma vez que o seu conteúdo e ilustrações são até hoje impossíveis de decifrar uma vez que foi escrito numa língua que não existe com criaturas nunca vistas.

Presumivelmente escrito na Europa Central, no século XV, é desconhecida a autoria e o sistema de escrita em que foi redigido. São cerca de 200 páginas, perto de 200 mil caracteres e não parece existir pontuação nas frases, aparentemente organizadas da esquerda para a direita. Em conjunto com o enigmático sistema de escrita, surgem ilustrações igualmente curiosas como desenhos botânicos de espécies raras ou desconhecidas de plantas; representações de nus femininos frequentemente imersos numa substância espessa; medalhões cosmológicos e o que parecem ser representações dos símbolos do Zodíaco. Com imensas teorias explicativas do manuscrito , desde que este guarda nas suas páginas o segredo para a juventude eterna ou até mesmo que não passa de um mero livro de remédios naturais, existe também quem defenda que não passa de um embuste, que não tem significado e que foi posteriormente escrito à data apontada, utilizando papel e técnicas antigas.

A editora, especialista na produção de fac-símile insistiu durante dez anos até conseguir finalmente a licença de publicação. Foram anunciadas precisamente 898 cópias do livro impossível, sendo que cada exemplar rondará os oito mil euros. Nas bancas a partir de Janeiro de 2018. Para quem tem menos orçamento tem sempre os livros do Jim Woodring na Bedeteca de Lisboa…

Deixe um comentário

Filed under ilustração, silly season