Category Archives: mercado

Free Comic Book Day + ZineFest.pt

fcbd-zinefestpt-mercado-1024x444

A Livraria Mundo Fantasma e o atelier 3|3, espaços da cidade do Porto dedicados às edições e publicações fora de série, e onde se têm concretizado muitas ideias de dinamização, decidiram trazer novos convidados, projectos e livros, numa festa onde há, para além dos comics grátis, exposições, lançamentos, música e cinema, oficinas criativas e um mini-mercado de edições, serão portanto dois dias em que acontecem várias actividades, estando abertas a todos que queiram aparecer.

O Free Comic Book Day, celebrado em todo o mundo no primeiro fim de semana de Maio, acontece desde 2002 na Livraria Mundo Fantasma. É um evento dedicado à Banda Desenhada mas que não lhe é exclusivo, convocando as diversas formas gráficas de contar as histórias, de as ilustrar e de as dar a ler e a ver. Este ano de 2017 lança uma novidade, um Mini ZineFestPt a decorrer em conjunto, numa edição especial que vai dos fanzines, aos livros de artista e à arte postal e ao mais que se vai criando neste universo.

As inscrições para o mercado estão abertas!

Deixe um comentário

Filed under acontecimentos, mercado, zines

Livrarias de Bairro

15941501_1609671659341312_9202494883069442817_n

A Agenda Cultural de Lisboa não serve apenas para colocar hipsters na sua capa, vá lá, vá lá, neste número de Janeiro dedica-se às “livrarias de bairro”, conceito estranho que remete a ideia que uma livraria (!) nestes dias do Grande Capitalismo tem um estatuto fechado e limitado a um bairro, como se uma livraria não usasse o correio para enviar encomendas para Castro Verde ou para Uberlândia, ou pior, que só os habitantes do bairro é que usam a respectiva livraria; ou seja, acaba por dar um tratamento como se uma livraria fosse um negócio catita como uma gelataria ou bar de “tapas”.

Das livrarias que a Agenda escolheu destacamos as mais recentes e que dão destaque à BD como a Tigre de Papel, a Leituria e a Campo Grande 111 – esta última insiste no discurso que apostam na Ilustração e BD mas já lá fomos e… tem exactamente o que as outras livrarias têm! E por falar nisso, no sítio oficial da Agenda até há uma categoria de eventos para BD e Ilustração, nada mau, considerando que a Câmara de Lisboa há muito que se livrou da Bedeteca de Lisboa e tudo relacionado com o tema… Consciência dorida?

Falta saber porque não incluíram a libertária Letra Livre? (a resposta está na pergunta) E as livrarias de BD como a BdMania ou a Kingpin? E claro que seria impossível incluir a livraria da Disgraça (imagem) porque esta só vai abrir as portas na Segunda-Feira – se existisse há mais tempo seria obviamente referida, certo?

Deixe um comentário

Filed under acontecimentos, mercado

Imaginem que…

Já se encontram na Bedeteca de Lisboa (quase) todos os volumes dos três títulos que foram as primeiras apostas da G-Floy Studio para o mercado português – esta editora dinamarquesa no passado editou livros de Hellboy e Fell. Os preços destes livros são incrivelmente baixos para o tipo de edição que é, ou seja mais de 100 páginas a cores e capa dura. Trata-se de um bom trabalho editorial e mercantil mas sobretudo algo inédito em Portugal que raramente recebe propostas editoriais deste tipo de “comics” no seu mercado habituado às velharias franco-belgas e aos super-heróis fascistas que costumam vir com o Público – excepção feita com as recentes Colecções Novela Gráfica. Saga 01

Estas séries são da “nova imagem” da Image (para quem não se lembra mas esta editora publicou algumas das piores coisas que já existiram à face da Terra) e que tem comido muito do mercado norte-americano liderado pelas gigantes DC Comics e Marvel. É sobretudo o caso da comemorada Saga (imagem) de Brian K. Vaughan (a) e Fiona Staples (d) que é descrita como um épico de ficção científica cruzada com fantasia, com romance e comédia à mistura, como um encontro entre a Guerra dos Tronos e a Guerra das Estrelas ou Romeu e Julieta no espaço. É também um dos comics independentes de maior sucesso dos últimos anos, e talvez uma das bandas desenhadas mais premiadas de todos os tempos no mercado norte-americano. É um bom divertimento para “nerds” como se pode perceber pela sinopse: é a  história de dois jovens soldados de lados opostos de um vasto conflito intergaláctico sem fim, que se apaixonam e arriscam tudo para protegerem a vida que criaram e que terá de crescer num universo hostil e perigoso. Alana e Marko querem apenas poder viver a sua vida em paz com a sua jovem filha Hazel — considerada uma abominação por todas as potências envolvidas na guerra — e, entre serem perseguidos por um príncipe robot com cabeça de TV, assassinos profissionais dos mais diversos planetas e serem assombrados pelos fantasmas de vítimas de batalhas passadas, a sua história irá mudar a galáxia. Obra seleccionada para a Bedeteca Ideal.

Depois temos Fatale (completo em 5 volumes), um policial “pulp” da dupla Ed Brubaker e Sean Phillips que é uma combinação explosiva e brilhante de policial noir e pulp com terror sobrenatural, que mistura mulheres fatais, cultos secretos, detectives empedernidos e monstros lovecraftianos! Nos nossos tempos, Nicolas Nash recebe a herança e os escritos que o escritor Dominic Raines lhe legou, e conhece uma estranha mulher, Josephine, por quem se apaixona irremediavelmente e de modo quase obsessivo. Depois de descobrir um manuscrito esquecido de Raines, e de Jo o salvar de ser assassinado por um grupo misterioso de homens, percebe que nem tudo é o que parece ser no passado de Dominic Raines. E, na São Francisco dos anos 1950, seguimos os acontecimentos contados no manuscrito de Raines e a vida da estranha mulher fatal que poderá ser a própria Josephine, que procura escapar a um perigo vindo do seu passado misterioso. Obra seleccionada para a Bedeteca Ideal.

Por fim há ainda Tony Chu de John Layman e Rob Guillory que conta as aventuras extravagantes de um detective canibal (?), até tem piadita algumas ideias mas os desenhos são do pior do que se faz na BD industrial… whatever!

Deixe um comentário

Filed under acervo da bedeteca, bd estrangeira, mercado

El Porto

15443082_10210020194195943_1456837160280838736_o

E a El Pep muda de espaço outra vez… Desde que apareceu em 2014 passou pelo Imaviz Underground, pela Lx Factory e pela Calçada dos Cesteiros (Lisboa) e agora mais radicalmente foi para o… Porto! Mais concretamente para o Centro Comercial da Cedofeita onde ainda este mês aconteceu o Zinefest Pt.

Fica aqui a notícia porque mais ninguém irá fazer isso, já repararam que os media falam sempre de um qualquer novo restaurante gourmet que abre para ricos e turistas mas não noticiam sobre livrarias ou galerias? A gentrificação já não é só geográfica e social mas também cultural e mental.

Deixe um comentário

Filed under mercado

Dona Edite 0.3 AMANHÃ

quad-cor-curso

Vai haver a terceira feira de edição independente Dona Edite no Montijo e ao que parece vão editar um “graphzine” com a MMMNNNRRRG – já lá vai o tempo que esta editora faz uma publicação deste tipo…

1 Comentário

Filed under acontecimentos, mercado, zines

Livrarias novas em Lisboa!!!

15391305_253005291782606_1405177422360441140_o

Nem tudo está perdido para a gentrificada Lisboa… Abriram novas livrarias!!! A Tigre de Papel, uma livraria generalista mas com um espaço muito agradável na Rua de Arroios, e as duas especializadas em livro ilustrado (para a infância) Baobá (ligada à Orfeu Negro) em Campo de Ourique e a It’s a Book (imagem) na Rua Forno do Tijolo.

Estes leitores desejam felicidades a estas excelentes iniciativas pois como bem se sabe por cada livraria nova morre um sítio de “tapas”!

Deixe um comentário

Filed under ilustração, mercado, miúdos

Morta na bancarrota

fmortabancoeventcover

Depois da ZDB, Bedeteca e Cinemateca a Feira Morta atacou o BANCO! OMG!!! Mas parece que esá a correr mal! Pouco público e editores desmotivados, nitidamente por falta de promoção e divulgação do evento… Pelo mesmo caminho parece-me que vai o encontro entre Zé Burnay, Marcos Farrajota e André Pereira no Bar Irreal – e ouvimos isto na Morta numa conversa entre estes três autores/editores porque não vimos nada anunciado oficialmente, na realidade. Vai ser cá um sucesso… até um deles nem sabia a que horas vai ser o evento, by the way: 21h30 dia 29 (Terça)

Ah! Entretanto vimos o novo zine de Burnay, Andromeda, que está super-lambido! O homem está cada vez mais virtuoso e fluído! Nem que seja por isto, vale a pena ir hoje dar um salto à morta da Morta!

Deixe um comentário

Filed under acontecimentos, mercado, zines