Monthly Archives: Novembro 2018

Quinta do Cartoon IV

1119216

Nesta Quinta-Feira das Novidades na Bedeteca de Lisboa chegaram catálogos do Xira Cartoon deste ano (incluindo o de Oscar Grillo, autor homenageado) e da 19ª edição do Porto Cartoon, que teve como tema o turismo.

O cartoonista belga Luc Vernimmen (imagem) foi o vencedor do Porto Cartoon com a obra satírica Sustainable Tourism que denuncia “a atracção das pessoas pela morbidez”, explica Luiz Humberto Marques, membro do júri e director do Museu Nacional da Imprensa, que todos os anos organiza o festival. O desenho mostra em primeiro plano um autocarro vermelho onde se lê “Syria City Tour” e que transporta um grupo de turistas. As pessoas, algumas dentro e outras fora do autocarro, fotografam o “drama da destruição” que a guerra provocou no país.

Deixe um comentário

Filed under acervo da bedeteca, cartoon

WORLD WIDE SAMUEL

Tommi Musturi

obey_samuel_logo

While Samuel’s third book is getting some shape, Ari and I have worked out a real oldschool WEBSITE for this silent white fellow of ours.

Please notice that there’s a LOT of new stuff in the webstore that’s basicly released at this very moment – prints, tees and more. All very limited print-runs so be fast.

Besides that the site contains some surprises that we let you find on your own. More to come at some point.

Anyway, thanks to Ari for the code, all the tuning and patience!

View original post

Deixe um comentário

Filed under bd estrangeira, e-comix

Gentripontuação

how-gentrified-is-your-neighborhood-006-03a

Fun fun fun at The Nib.

Deixe um comentário

Filed under e-comix

“Rir é o melhor remédio!” AMANHÃ

image001

Deixe um comentário

Filed under acontecimentos, cartoon, referência

Improvized Zine 1.5 (LOL)

11__L__fora_com__5a0c5739db02b

A Bedeteca de Lisboa já tem, à imenso tempo, um exemplar Lá com fora com os fofinhos de Mariana Pita, co-edição Chili Com Carne e O Panda Gordo. Trata-se de um luxuoso livro que compila de várias BDs produzidas por esta autora (que na música é conhecida por Moxila) entre 2013 e 2017, algumas publicadas em vários fanzines e na Internet, outras não… Há quem diga que o livro parece uma agenda “hipster” agrícola, o que também não é assim tão má comparação, melhor do que se refere a carta aberta da Chili Carne em relação à BD Amadora deste ano e os seus prémios eternamente “pacóvios”.

1 Comentário

Filed under acervo da bedeteca, bd portuguesa, zines

Quinta dos Retratos

29249393_10155838271603612_5020403155083460608_o

Quinta-Feira. Novidades que chegam à Bedeteca de Lisboa. Esta Quinta? Retratos de André Ruivo, co-editado pela MMMNNNRRRG e The Inspector Cheese Adventures que é uma publicação A3, sem informação na capa quanto ao título ou ao autor, que promete criar incómodo entre os livreiros menos dados a formatos não normalizados. Sem ironia, o formato cumpre aquele que parece ser o desígnio principal deste livro, o de colocar o leitor frente a frente com uma galeria de personagens que perscrutam e se deixam perscrutar, uma espécie de janela para os rostos de outros que acaba por transformar-se em espelho da nossa vontade de conhecer quem nos vê e, nesse gesto, de nos conhecermos um pouco a nós. Se todos somos muitos e diferentes eus ao longo da vida (ao longo de um dia?), estes Retratos são um desfile de rostos que tanto podem ser galeria como reflexos múltiplos de uma só identidade. Esta edição já esgotou, em menos de um ano, tornando-se num objecto raro! Só a Bedeteca é que tem destas coisas!

Deixe um comentário

Filed under acervo da bedeteca, ilustração

Nonnonba

Nonnonba_capaA Devir publicou no ano passado o Nonnonba de Shigeru Mizuki – na colecção Tsuru, onde reeditaram O Homem Que Passeia de Jiro Taniguchi – e já chegou um exemplar à Bedeteca de Lisboa.

Diz a sinopse: Um relato baseado na infância do autor em que a avó (Nonnonba, personagem que dá título ao livro) lhe transmitiu algum do misticismo e temor em relação ao mundo dos espíritos, os yokai (entidades misteriosas e sobrenaturais da tradição medieval japonesa). Os ambientes fantásticos e as ilustrações pueris, valeram a Mizuki a sua reputação como contador de histórias.

Mizuki (1922-2015) nasceu em Osaka e passou a sua infância na prefeitura de Tottori. Adaptou várias obras a anime e escreveu romances de terror, livros sobre o fantástico no folclore japonês e uma enciclopédia dedicada aos monstros e espíritos presentes na sua obra. Kitaro é a sua personagem mais popular, que aparece pela primeira vez em 1959, em Yurei Kikka, e assume uma série própria, Ge-Ge-Ge No Kitaro, a partir de 1965.

Obra seleccionada para a Bedeteca Ideal.

Deixe um comentário

Filed under acervo da bedeteca, bd estrangeira