Category Archives: concursos

Não há fome sem fartura (2)

25deAbril_2012
Se em Março anunciou-se o BIG e a Festa da Ilustração eis agora o 2º Prémio Internacional de Serpa para Álbum Ilustrado, promovido pelo Município de Serpa em colaboração com a editora Planeta Tangerina, cuja a iniciativa visa incentivar a criação de projectos na área do Álbum Ilustrado com um conceito e/ou uma narrativa originais e divulgar novos autores.

Na primeira edição do Prémio, de periodicidade bienal, contou com mais de duas centenas de candidaturas provenientes de 20 países (Portugal, Brasil, Itália, Espanha, Bélgica, França, Alemanha, Sérvia, Estados Unidos, Canadá, Polónia, Suécia, Reino Unido, Guatemala, Argentina, México, Taiwan, China, Coreia e Irão). O júri do concurso integrou, para além de representantes da editora Planeta Tangerina e da Câmara Municipal de Serpa, a escritora e ilustradora belga Kitty Crowther, vencedora do Prémio ALMA – Astrid Lindgren Memorial Award, em 2010. O trabalho premiado Mana, de Joana Estrela, editado pela Planeta Tangerina, vai ser publicado em língua francesa (Éditions Seuil), em língua coreana (Editora Picturebook Gongjackso) e em língua espanhola/América Latina (Editora Lectura Colaborativa). 

E enquanto esperamos pelas Bolsas de Criação Literária, é de ir consultando a nossa secção de Concursos.

Deixe um comentário

Filed under concursos, ilustração

Esperamos não estar a deitar os foguetes antes da festa…

Final-300_Medina-393

Richard Câmara

As Bolsas de Criação Literária, suspensas durante 15 anos, foram reactivadas pelo Ministério da Cultura, revelando um investimento de 180 mil euros, foi anunciado esta Quinta-feira.

O ministério estima que em Julho próximo estejam a ser atribuídas as primeiras bolsas, sendo entretanto nomeado o júri, e aberto concurso.

As bolsas foram criadas em 1996 e a sua atribuição foi interrompida em 2002, e reactivadas este ano, anunciou ontem o ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes.

O modelo permite, pela primeira vez, a candidatura de autores sem trabalhos editados, podendo vir a apresentar um projecto de escrita com orientações sobre o trabalho a realizar. Outra novidade é a possibilidade de se candidataram projectos nas áreas da banda desenhada, literatura infanto-juvenil e obras de ilustração, enquanto a portaria de 1996 admitia estas modalidades apenas a título “excepcional”.

Até 2002, ano em que este programa foi suspenso, as bolsas eram atribuídas por doze meses e, a partir de agora, podem ter uma duração de apenas seis meses, adaptando-se a cada um dos projectos, o que, em vez de doze bolsas anuais, poderá traduzir-se na concessão de 24 bolsas por ano, explicou fonte do gabinete do ministro à agência Lusa.

Esta medida irá ser publicada em portaria, após a qual o ministro da Cultura determinará, em despacho, o número de bolsas a concurso e o montante global de investimento, segundo a mesma fonte.

Até à interrupção da atribuição destas bolsas, em 2002, foram apoiados 72 autores, entre os quais Luísa Costa Gomes, Almeida Faria, José Luís Peixoto, Luís Cardoso, Possidónio Cachapa, Al Berto, Fernando Campos, Inês Pedrosa, Adília Lopes e Graça Lobo.

No caso da Banda Desenhada foram atribuídas bolsas a seis trabalhos entre 1998 e 2002, dos quais cinco foram publicados com boa recepção pública e da crítica e três tiveram publicação internacional, a saber:

Mesmo com uma pequena “ovelha negra” a manchar este panorama – não estamos a culpabilizar o autor, as editoras é que foram cegas em não terem publicado o livro de Câmara – perguntamos quantas obras noutras áreas tiveram este mesmo impacto e percentagem de sucesso? Repor estas bolsas era de máxima importância para que a BD portuguesa possa voltar a respirar. Por esta acção podemos dizer que o actual Governo está de parabéns!!!

Deixe um comentário

Filed under concursos

Não há fome sem fartura

16996124_994059194057649_8344533812142963015_n

Nem ainda passou uma semana depois do anúncio do BIG eis que também estão abertas as inscrições para a Ilustração Portuguesa da Festa da Ilustração de Setúbal…  Mais hermética no que diz à divulgação do concurso eis o comunicado da coisa: A Câmara Municipal de Setúbal encontra-se presentemente a organizar a terceira edição da Festa da Ilustração É Preciso fazer Um Desenho? – iniciativa com curadoria de João Paulo Cotrim e de José Teófilo Duarte, que decorre no concelho de Setúbal durante o mês de Junho e hoje assume um papel fundamental no panorama nacional no que a esta actividade artística diz respeito.

Convidamos todos os ilustradores a participar na exposição Ilustração Portuguesa. Trata-se de fazer o estado da arte nesta disciplina, através de uma exposição, que seja ponto de encontro, mas também de um catálogo, que se torne instrumento de trabalho para os profissionais e de deleite para o público.

O âmbito do projecto inclui as diferentes áreas da ilustração, desde que aplicadas: imprensa, net, livros ou exposições. O processo de selecção começa com este convite para que apresente um mínimo de três e um máximo de doze trabalhos publicados, apresentados nos últimos dois anos.

O número de peças a incluir no catálogo e na exposição será da exclusiva responsabilidade dos comissários, que se reservam o direito de não publicar ou expor material que não se enquadre nos critérios básicos da selecção: domínio técnico, coerência formal, originalidade a diferentes níveis (linguagem, estilo, etc.).

A escolha final está a cargo dos comissários da Festa da Ilustração, José Teófilo Duarte e João Paulo Cotrim, de Jorge Silva, director de arte e investigador, bem como de António Jorge Gonçalves, convidado especial da edição de 2017 da Festa de Ilustração.

Até dia 14 de Abril de 2017, serão aceites originais (a enviar ao cuidado de Ana Domingos| GAV-PP | Praça do Brasil, 17 | 2900-285 Setúbal), mas preferencialmente ficheiros digitais, em formato TIFF, com qualidade de impressão — 300 DPI, no mínimo, e a enviar para ilustracao.portuguesa@mun-setubal.pt. Em qualquer dos casos, é indispensável o preenchimento de ficha de inscrição, para cada uma das ilustrações enviadas, através deste link. O não cumprimento desta regra é factor de exclusão.

Deixe um comentário

Filed under concursos, ilustração

Guimarães em grande!

 

big-cartaz

cartaz de Daniel Lima

A Câmara de Guimarães avança com a Primeira Bienal de Ilustração de Guimarães sob a batuta de Tiago Manuel, além de exposições lá para Outubro haverá um Prémio Nacional cujo regulamento encontra-se aqui e o prazo é até 28 de Abril!

Deixe um comentário

Filed under acontecimentos, concursos, ilustração

Tiago Baptista ganha 500 paus!

marinha

A Associação Chili Com Carne promoveu mais uma edição do seu concurso interno de Banda Desenhada com o prémio monetário de 500 Euros e que sarcasticamente apelidou de Toma Lá 500 paus e faz uma BD! Este ano tiveram a maior participação de sempre (16 obras a concurso) sendo o vencedor Tiago Baptista com a obra inédita Pinheiro-Bravo (título provisório) que trata da Greve Geral de 18 de Janeiro de 1934.

A maioria do Júri inclinou-se para o trabalho de Baptista por tantas razões que tornaria este acto de oficialização do vencedor deste concurso num ensaio! Invés dos argumentos fúteis (forte documentação e pesquisa, percurso do autor e a sua qualidade gráfica e narrativa, obra inédita e tema político) preferimos dois aspectos que são mais sólidos como a abordagem poética do autor sobre um tipo de trabalho que normalmente se insere na categoria de “BD Histórica” e pela ousadia do autor em querer reavivar episódios revolucionários nacionais que vão sendo saneados com as ideias tolas de que as revoluções em Portugal devem ser pacíficas ou feitas nas redes sociais.

Uma sinopse possível segundo as palavras do autor: “Cresci numa aldeia perto de Leiria e quando era criança para irmos à praia passávamos geralmente pela Marinha Grande. O meu pai costumava contar, quando parávamos nos semáforos, que ali naquelas ruas tinha sido a primeira vez que tinha visto mulheres a conduzir bicicletas (…) as mulheres que o meu pai via, iam para as fábricas trabalhar. Eu imaginava-as vigorosas, cheias de energia, decididas. Emancipadas. (…) Esta imagem ficou marcada na minha cabeça! Há poucos anos tropecei, por acaso, num livro sobre uma Greve Geral que houve, ou que foi convocada em Portugal, durante o Estado Novo, a 18 de Janeiro de 1934. (…) A partir daqui tento desenvolver, uma estória do que aconteceu na Marinha Grande, contando com alguns documentos e teses do que se passou. Não se assegura a realidade dos facto. Este não será um documento válido para estudo catedrático. É uma pequena homenagem.”

Autor de um invejável currículo na área da Pintura (e até na BD se acreditássemos na relevância dos prémios que já ganhou) ficamos com muita curiosidade que espécie de obra poderá sair daqui (prometida está a sua publicação para o final do ano) podendo apenas espreitarmos algumas das páginas na plataforma issuu.com.

Esta iniciativa já publicou quatro livros, a saber: O Cuidado dos Pássaros / The Care of Birds (vencedor de 2013) de Francisco Sousa Lobo, Askar, O General de Dileydi FlorezO Subtraído à Vista de Filipe Felizardo e Acedia (vencedor de 2015) de André Coelho. Parabéns à Chili Com Carne pela iniciativa e ao autor pelo prémio. E já agora não se esqueçam de ir consultando a nossa página de concursos.

Deixe um comentário

Filed under bd portuguesa, concursos

Sereia-burger & Prémio Puchi

sb_kaja_a

A revista eslovena Stripburger fez um “open-call” para que autores participem nos próximos números daquela que será uma das poucas e mais antigas publicações europeias de BD. Para além de que é das poucas que tem publicado autores portugueses de forma regular como Esgar Acelerado, Bruno Borges, Teresa Câmara Pestana, Marco Mendes, Marcos Farrajota, Ana Braga

Mas o Puchi Award é que nos deixa hipnotizados! Promovido pela Casa Encendida e a maravilhosa editora Fulgencio Pimentel!  Vai a todas e vai a nada… Uma loucura! Ei! convém estar atento à nossa secção de Concursos!

Deixe um comentário

Filed under concursos

Cego deu 350 paus às Postas

Prémio OC 2016

Oficina do Cego lá juntou 350 Euros (mais 50 que do primeiro concurso) e ofereceu ao jornal Postas de Pescada como a “melhor edição independente” entre 2014 e 2016! Parabéns ao vencedor e à iniciativa, daqui a dois anos há mais! 

De resto é de ir acompanhando a nossa secção de Concursos

Deixe um comentário

Filed under concursos, zines