Category Archives: concursos

União faz a força!

cartaz500paus
O concurso interno da Associação Chili Com Carne voltou, vai para a quinta edição e passou-se! Intitulado de Toma lá 500 paus e faz uma BD! o que só pode ser apontado como uma triste ironia à miséria da cena portuguesa de BD, este concurso interno para sócios desta associação para além de premiar monetariamente o(s) vencedor(es) publica também o seu trabalho em livro. É escusado repetirmos as razões porque este concurso é extremamente importante – basta ler o que escrevemos aqui quando soubemos do vencedor da primeira edição.

O interessante desta nova edição é que o concurso pede exclusivamente para fazer uma “antologia de BD”. Já estava contemplado nas outras edições este modo de participação mas desta vez só se pode participar organizando uma colectânea. Dizem: (…) Este Novo Milénio além de nos ter oferecido fascistas no governo dos países e das pessoas, também trouxe egoísmo DIY e a imposição da “novela gráfica” (mais uma designação saloia que a BD conseguiu recriar) como formato editorial. São as seis páginas de “Here” de Richard McGuire de 1989 que interessam e não “Here” de 2014, uma balofa “graphic novel” de 300 páginas. São as antologias e os colectivos que incentivam a criação, a Liberdade, a inovação, a cooperação, a solidariedade e a experimentação. Todos eles, valores que o neo-liberalismo despreza e que até propõe o seu contrário, privilegiando a corrida de ratos!

Relembramos que realmente este concurso trouxe para o mundo físico vários livros, todos eles monográficos: The Care of Birds (vencedor da edição de 2013) de Francisco Sousa Lobo e Acedia (vencedor de 2015) de André Coelho, e ainda Askar, o General de Dileydi Florez e O Subtraído à Vista de Filipe Felizardo.

Para quem se interessa, o concurso tem como prazo de entrega 4 de Fevereiro. É de consultar a nossa secção de Concursos.

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under concursos

Puchi 2018

Captura-de-pantalla-2017-10-21-a-las-19.53.13

J+K de John Pham, Prémio Puchi 2017

Até 25 de Janeiro está a aberto os Puchi Awards que nos deixa hipnotizados! Concurso promovido pela Casa Encendida e a maravilhosa editora Fulgencio Pimentel!  Vai a todas e vai a nada… Uma loucura! Convém estar atento à nossa secção de Concursos!

Deixe um comentário

Filed under concursos

12ª BDteca

Concurso BD 2018 BDteca

Entre os meses de Janeiro e Março de 2018, decorrerá na Biblioteca Municipal José Saramago a 12ª edição da BDTECA – Mostra de Banda Desenhada de Odemira, numa iniciativa promovida pelo Município de Odemira. A iniciativa tem por objectivo divulgar este género artístico entre o público juvenil e adulto, estimular a criatividade e afirmar Odemira como um dos principais centros de desenvolvimento da BD na região e no país. A BDTECA inclui a promoção de um Concurso de BD, exposições, ateliêrs e mostras documentais…

O Concurso de Banda Desenhada marca o início das actividades da 12ª BDTECA. O prazo para entrega de trabalhos decorre até ao dia 16 de Fevereiro, sendo dirigido a maiores de 16 anos. O concurso tem como prémios 500€ para o 1º classificado, 250€ para o 2º e 125€ para o 3º lugar. O tema é livre e os trabalhos devem ser apresentados em folhas de formato A3, com o máximo de 4 pranchas originais inéditas e em língua portuguesa – ver secção de Concursos.

1 Comentário

Filed under acontecimentos, concursos

Quinta do Askar

Askar__o_General_55167c95272e4

O livro de BD Askar, o General, estreia da Dileydi Florez, chegou à Bedeteca de Lisboa. Nada de especial nisto, excepto que tudo o resto que chegou é perfeitamente horrível, que Natal infeliz…

A autora de origem colombiana é ilustradora e designer, estudou Design no IADE-U e Ilustração Artística na Universidade de Évora. Em 2013/14 foi bolseira e finalista do curso de Ilustração e Banda desenhada no Ar.Co. Actualmente vive e trabalha em Lisboa. Esta sua primeira obra de banda desenhada é inspirada em iluminuras persas e gravuras japonesas, e é um prelúdio para um álbum ilustrado (por publicar). O trabalho concorreu ao Toma lá 500 paus e faz uma BD! e apesar de não ter ganho, a sua qualidade gráfica convenceu a Chili Com Carne a publicar o livro (…)

Deixe um comentário

Filed under acervo da bedeteca, bd portuguesa, concursos

Orla

Orla-Press-Logo-Final-1

Depois da Sapata Press eis a Orla Press com objectivos idênticos: concebida enquanto projecto não-lucrativo, aberto quer a autorxs experientes, quer a completxs amadorxs, a OrlaPress assume-se como estrutura de experimentação com expressões que favoreçam linguagens e lógicas tendencialmente invisibilizadas ou subordinadas a favor dos interesses comerciais e ideológicos do paradigma editorial comum.

Constitiu-se por isso enquanto convite aberto a artistas, leitorxs e curiosxs para a partilha e diálogo em torno de webcomics gratuitamente distribuídos, que provoquem – quer mais, quer menos menos explicitamente – as expectativas normativas do que um comic é e faz, permitindo a articulação de outros afectos e lutas, outras pautas e perspectivas, outras identidades e horizontes.

OrlaPress assume-se enquanto projecto feminista, anti-transfóbico e anti-queerfóbico, anti-racista e anti-colonial, anti-capacitista e anti-sanista, anti-hierárquico e anti-normativo.

Procura demarcar-se da primazia de homens euro-americanos brancos, cisgénero e heterossexuais e/ ou materialmente privilegiados no mundo da banda desenhada mais visível, e deseja vir a ser um possível cenário para uma outra multiplicidade de sujeitos, de imaginários, de experiências e de fantasias, de modo a contribuir generativamente para um universo editorial mais plural, mais politicamente responsável e mais poeticamente potente. 

(…) Em breve, será lançada a Vaga #1 de webcomics da OrlaPress – uma selecção dispersa, livre, suja, sweet, triste, tola e generosa de trabalhos de BD de diferentes tipos e em diferentes estilos, que partilham em comum  estarem mais ou menos ao lado das expectativas impostas do que a banda desenhada pode – e deve – fazer em termos do que é, e em termos de por quem e para quem é feita.

Deixe um comentário

Filed under concursos, e-comix

Quinta da Ilustração

2016_ilustpt_1_1000.jpgSerá provocação? A capa da Ilustração Portuguesa 2016 é cinzenta com apenas o título do evento impresso a preto, mai’nada… Tanto discurso sobre a ilustração e depois o catálogo-anuário e o evento mais importante da área faz disto? Ai ai… Ainda assim eis uma fantástica e verdadeira arma de arremesso ao olho que chegou nesta Quinta-Feira das Novidades na Bedeteca de Lisboa.

Para quem perdeu o perspectiva histórica é de consultar estes outros tijolos!

Entretanto topamos que também apareceu pela Bedeteca o catálogo do evento – É preciso fazer um desenho? – desse mesmo ano, de onde se destaca no meio de uma programação extensa e rica, a recuperação da obra de Luís Filipe Abreu (ver bibliografia BLX aqui) e do cartunista João Martins.

Deixe um comentário

Filed under acervo da bedeteca, cartoon, concursos, ilustração, referência

Mex-Luso-Suomi

Foram tsandoval_phoenixrês livros de várias proveniências que saíram no último semestre de 2016 que achamos ter qualidade para serem aqui divulgados até porque já chegaram dois destes títulos para confirmar-mos o nosso interesse.

Começamos pelo mais velho, lançado em Agosto (?), do mexicano residente em Berlim, Tony Sandoval que pelos vistos largou o teenybopper Gótico das suas obras anteriores para se dedicar a temas sérios: (…) para todos aqueles que se interrogam sobre o percurso pessoal e profissional de Sandoval até passar a residir na Europa e ser o responsável pela direcção da colecção Calamar na editora suíça Paquet, o autor levanta um pouco o véu em Rendez-Vous em Phoenix, um álbum biográfico cujo tema é a imigração ilegal. Foi em 1998 que Sandoval tentou emigrar clandestinamente do México para os EUA, por entre guardas da fronteira, contrabandistas, traficantes e outros imigrantes ilegais a viajar nos dois sentidos por razões familiares, sonhos profissionais e amor. Ou a Califórnia não tivesse como segunda língua o espanhol… (…) Entre desventuras e encontros fortuitos, o autor apercebe-se da angústia e do medo daqueles que deixam o México em busca de um Eldorado. Edição da Kingpin Books.

acedia

Vencedor deste ano do concurso interno da Chili Com Carne – Toma lá 500 paus e faz uma BD – foi lançado em Outubro o Acedia de autoria de André Coelho que consegue estabelecer um equilíbrio entre experimentação e tradição na banda desenhada estabelecendo um paradoxo entre a sua energia criativa com o ambiente mórbido da narrativa. Diz a sinopse: Um homem, Daniel, sofre de distorções na sua percepção visual devido a um corpo estranho alojado algures na cavidade ocular. Apesar da insistência das notificações hospitalares para dar início aos seus tratamentos, ele vê-se confrontado com a hipótese das suas alucinações estarem a  proporcionar-lhe uma fuga para uma nova percepção da realidade. Daniel terá que optar entre encarar a sua doença como um sinal evidente da sua mortalidade ou como uma intensificação da vida.

simply_samuel_cover_por

Por fim, eis Simplesmente Samuel do finlandês Tommi Musturi – autor de BD publicado na revista Quadrado e co-autor de um mural ainda resistente na Bedeteca de Lisboa – que é uma narrativa visual silenciosa, uma homenagem à vida e à existência humana. Samuel é uma figura fantasmagórica que caminha por um mundo colorido (muito parecido com o nosso) praticamente invisível para o que está ao seu redor, como um verdadeiro herói da nossa vida quotidiana e mundana. (…) continuação de Caminhando Com Samuel (2009), primeiro trabalho de Tommi Musturi com este “pequeno fantasma que caminha”, escolhido pelo jornalista Paul Gravett para o livro de referência 1001 Comics You Must Read Before You Die – e que acaba de ser reeditada com mais páginas, nova capa e essas coisas… Ambas edições são da MMMNNNRRRG e um exemplar do novo título já chegou à Bedeteca de Lisboa! YES!!!

Deixe um comentário

Filed under acervo da bedeteca, bd estrangeira, bd portuguesa, concursos