Monthly Archives: Junho 2017

Memória da Crise na Bedeteca de Lisboa

Saiu no FCBD/ MiniZineFEstPt este livro impresso em risografia – sempre com a qualidade DuoDesign! – que reúne várias BDs do espanhol residente no Porto Daniel Casal com argumentos de vários escritores, profissionais e amadores, sob o tema da “Crise” que atingiu os PIGS da Europa…
Cada argumento foi desenhado por Casal, no âmbito de um estágio na Turbina sendo difícil perceber se a coerência destas BDs aqui compiladas se deve ao tema ou se ao estilo de Casal. Apesar dos textos dispararem para vários lados, transformadas em BDs lembram os episódios slice-of-life de Miguelanxo Prado sem o erotismo bacoco de Tangências nem o exagero do Quotidiano Delirante. Algo no meio se possível. Talvez seja pelos diálogos encenados de um mundo que já não se ouve a si mesmo, desumanizando-se de forma mundana e o ritmo narrativo esparso que a comparação surja. Domínio técnico não falta!
Graficamente é muito próximo à Escola de Desenho do Porto, o que poderia soar a uma pretensão qualquer se não existisse mesmo o Clube de Desenho! A influência sente-se a milhas, um bocado de Marco Mendes, um coche de Nuno Sousa e uns pózinhos de Carlos Pinheiro. Mais bem acompanhado não podia estar. Todos os estágios deveriam ser assim, em tempo de crise ou não!

Esta edição da Turbina já se encontra no acervo da Bedeteca de Lisboa para consulta e empréstimo.

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under acervo da bedeteca, bd portuguesa, zines

Novela Gráfica 2017

novelas_graficas_2017_posterMais uma Colecção Novela Gráfica em que os moldes de selecção primam pela esquizofrenia total. Batman e Dylan Dog? Das duas uma, ou os editores são “bedófilos” e insistem em alienar a construção de um público maturo ou então é uma estratégia subversiva de trazer os tótós a lerem coisas mais sérias… Era preciso mesmo reeditar o Traço de Giz de Miguelanxo Prado? E o islamofóbico do Frank Miller? Será que os novos Paco Roca serão melhores do que já saiu até hoje? Começamos a duvidar muito… E o André Diniz voltará em forma como foi Morro da Favela? Coisa que não vimos noutros livros editados… Ó não, vamos ter o Books of Magic! So boooooring! Quem lê esta colecção acredita no Pai Natal, certo?

As boas novas passam pelas estreias em Portugal de Bastien VivèsAsaf Hanuka, a publicação finalmente de livros a solo de Max (FINALMENTE! FINALMENTE!) e Bartolomé Seguí com Gabi Beltrán, e o regresso à edição nacional de Etienne Davodeau… O Max foi o autor que veio sabemos lá quantas vezes a todos os festivais de BD portugueses sem nunca ter sido editado – a não ser em vários números da revista Quadrado, a saber #1 e 2 (2ª série, 1995) e 1-3 e 5 (3ª série pela Bedeteca de Lisboa, 2000-03), uns livros para a infância e uma serigrafia para o atelier Mike Goes West. Saber que vai ser editado em português é a melhor notícia do ano!

Ainda para estragar a festa, não há um romance gráfico de um autor português mais uma vez nesta colecção. Se calhar até é melhor assim, ainda republicavam o Jim del Monaco ou o Pizza-sei-lá-o-quê…

Começa HOJE com o jornal Público… Se a ordem de lançamentos for a que está no anúncio, só começamos a comprar livros daqui umas duas semanas, temos pena.

Deixe um comentário

Filed under bd estrangeira, mercado

É Fartar Vilanagem!

Vilanagem _5

Eis que a Bedeteca de Lisboa já tem catalogado este fanzine, editado pela Maria Macaréu, onde encontramos bds humorísticas de Xana e amigos que não poupam críticas aos “reality shows”, Jesus Cristo ou a Feira do Livro de Lisboa. Um título que está bem carregado de todo o espírito do que significa fanzine! Caretas, bazem!

Deixe um comentário

Filed under acervo da bedeteca, bd portuguesa, zines

Recuerdos de 22 de Abril

Foi uma grande e Singular festaRemember 22 Abril 2017!

Deixe um comentário

Filed under acervo da bedeteca, acontecimentos, bd estrangeira, bd portuguesa, ilustração, mercado, miúdos, outros media, referência, zines

Samba na Bedeteca e a 3D!!!

samba_2_aA Bedeteca de Lisboa recebeu várias edições da revista brasileira Samba, editada e produzida por LTG, Gabriel Mesquita e Gabriel Góes, a Samba é uma das melhores antologias brasileiras de BD independentes da actualidade e cujos autores participaram na antologia portuguesa Seitan Seitan Scum. 

No número dois (imagem) colaboram Clarice Gonçalves, Elcerdo, Daniel Lafayette, Stêvz, Rodrigo Urbano, Alex Vieira, André Valente, Eduardo Belga, João Lavieri, Jairo Neto, Pedro Franz, Fabio Barolli, Felder & Witko, Caêto, Mateus Gandara e Vitor Batista, e se já impressiona pela quantidade de páginas, esperem até meterem os óculos 3D que acompanham a edição!!! No número três temos trabalhos de Leandro Mello, Bruno Maron, Diego Gerlach, Rafael Campos Rocha, Carlos Ferreira, DW Ribatski, Rafael Corrêa, Tulio Caetano, Mateus Acioli, Pietro Luigi, Zakuro Aoyama, Pedro Cobiaco, Pedro D’Apremont, Julio Lapagesse, Pedro Ivo Verçosa e os franceses Felder e Witko, destacando-se o suplemento-não-suplemento Galaxian de LTG e Goés a lembrar os tempos da Metal Hurlant.

Também encontramos várias outras edições relacionadas com a Samba, como o zine Nix de Lucas Gehre, o mini sem/registo de  Pedro Ivo Verçosa (que já teve direito a uma pequena resenha crítica no Mesinha de Cabeceira) e o premiado DVD / curta-metragem Palhaços Tristes de Rafael Lobo, baseado nas BDs de Gabriel Mesquita.

piqui21Estas ofertas foram feitas pelo Piqui, colectivo de duas autoras que produzem fanzines de BD e que se encontravam em Portugal a estudar – ver Lisboa é very very typical

Deixe um comentário

Filed under acervo da bedeteca, bd estrangeira, zines

FLBLB

00-coll-flblb_14-couv-427x640

Mais uma bizarria na Bedeteca de Lisboa! O número 14 da revista francesa (ex-fanzine?) FLBLB que mais tarde se transformou numa casa editorial. Publicado em 2002 reúne fotonovelas numa tentativa de demonstrar que também se pode fazer arte com esta forma – o que não achamos assim lá muito conseguido. Como sempre a fotonovela serve mais para o género humorístico do que para outra coisa, tanto que reeditam uma fotonovela de Gébé da Hara-Kiri #163 (1975). Ainda assim, uma edição curiosa!

Deixe um comentário

Filed under acervo da bedeteca, bd estrangeira

Quinta Fria

azul_aautor_capa

O título engana, lê-mos friamente este O Azul é uma cor quente de Julie Maroh, álbum bem intencionado e dramático para além de ter trazido para algum “mainstream”, graças à adaptação cinematográfica, uma história de “Amor & Morte” de duas jovens lésbicas.

O livro conta-nos a história de Clementine, uma adolescente de 15 anos que, um dia se cruza na rua com um par de raparigas. Uma delas tem o cabelo pintado de azul e sorri-lhe. A partir desse preciso momento, tudo muda na vida de Clementine: a sua relação com os amigos na escola, a sua relação com a família, as suas prioridades… e sobretudo a sua sexualidade.

É mais o carácter “mainstream” que nos interessa aqui divulgar nesta Quinta-Feira de Novidades na Bedeteca de Lisboa, pois estando fartas de ver BDs para rapazinhos e gajos mirones, é bom ter um álbum de BD assim editado em Portugal. A BD tem momentos narrativos porreiros (as ânsias do namoro, por exemplo) mas o falecimento da personagem era mesmo necessário? “Deus castiga os homossexuais”!? Soa a argumento freudiano de teenager… e realmente é! Lê-se na ‘net que a autora francesa escreveu o texto aos 19 anos e demorou cinco anos a desenhar o livro. Já agora, o desenho é genérico e a legendagem da edição portuguesa é feia…

Deixe um comentário

Filed under acervo da bedeteca, bd estrangeira